Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Rússia e Egito perto de fechar maior encomenda de caças MiG-29 desde a URSS

A Rússia concordou em entregar 46 caças MiG-29 para o Egito e deve assinar em breve um acordo no valor de aproximadamente US$ 2 bilhões, o que pode representar a maior encomenda do país desde o fim da União Soviética, segundo relata o diário de negócios Vedomosti, citando uma fonte próxima à indústria da aviação.


Sputnik

A Rússia concordou em fechar um contrato com o Egito para entregar 46 caças de superioridade aérea Mikoyan MiG-29 ("Fulcrum", na denominação da OTAN). Segundo a fonte do jornal, conversações entre as duas partes sobre o fornecimento dos aviões têm sido realizadas há bastante tempo.


Os caças MiG-29 do grupo de pilotagem Strizhi no céu do aeroporto militar de Kubinka.
© Sputnik/ Vladimir Astapkovich

Em fevereiro, Sergei Korotkov, diretor executivo da Corporação de Aeronaves Russas MiG, disse que sua companhia estava pronta para fornecer jatos MiG-35 para o Egito. O modelo, sucessor do MiG-29M/M2 e do MiG-29K/KUB, é o caça de última geração da Rússia.

De acordo com o Balanço Militar, avaliação anual feita pelo Instituto Internacional para Estudos Estratégicos a respeito das capacidades militares e economias de defesa de 171 países, o Egito conta atualmente com os caças norte-americanos F-16, os jatos franceses Mirage 2000 e os russos MiG-21, bem como com os chineses J-7, que são versões do MiG-21 produzidos sob licença pela China.

Desde que a Irmandade Muçulmana foi retirada do poder no Egito em 2013, os EUA suspenderam sua ajuda militar ao país. A partir de então, Cairo tem procurado novos parceiros para adquirir equipamentos militares.

Agora, é provável que os MiG-29 da Rússia substituam em breve a frota envelhecida dos MiG-21 e dos chineses J-7. O contrato seria a maior encomenda das aeronaves MiG-29 desde a queda da União Soviética.

Em fevereiro de 2014, o presidente russo Vladimir Putin se reuniu com a liderança egípcia. Após o encontro, diversos meios de comunicação informaram que a Rússia e o Egito haviam rubricado um contrato importante que pressupunha a entrega de produtos russos de alta tecnologia militar, incluindo caças MiG-29. Recentemente, os dois países têm reforçado a sua cooperação técnico-militar. Em março, a Rússia começou a enviar sistemas de defesa S-300VM "Antey-2500" para o Egito, no quadro de uma encomenda do Cairo em 2014.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas