Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Analista: entrega de dados de Israel sobre abate de Il-20 significa muito para Rússia

O comandante da Força Aérea Israelense, Amikam Norkin, forneceu ao Ministério da Defesa da Rússia dados sobre o incidente com o avião russo Il-20 na Síria. Israel demonstra que não pretende perder a cooperação estabelecida com a Rússia, disse o analista político Stanislav Tarasov durante uma entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.
Sputnik

Além destas informações sobre o abate da aeronave, Israel também avisou sobre "as tentativas do Irã de fortalecer sua posição na Síria e entregar armas estratégicas ao Hezbollah". Os militares observaram que é necessário continuar coordenando as ações na Síria, ressaltando a importância de respeitar os interesses dos dois países.

O avião russo Il-20 foi abatido sobre o mar Mediterrâneo no dia 17 de setembro, a 35 quilômetros da costa síria, por um míssil do sistema antiaéreo S-200 da Síria, resultando na morte de 15 militares.

Ao mesmo tempo, quatro caças F-16 atacaram instalações sírias em Latakia. De acordo com o Ministério da Defesa da…

Taiwan propõe partilha do mar do Sul da China

O presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, propôs nesta terça-feira (26), durante o fórum de pesquisa da Ásia e Pacífico, que os recursos do mar do Sul da China sejam partilhados entre os países que reivindicam a região. O objetivo do líder taiwanês é acalmar as tensas relações pelas riquezas naturais da região.


Sputnik

Ying-jeou afirmou que onde “a soberania não pode ser dividida, os recursos devem ser partilhados”. A ideia é que os países se unam para explorar conjuntamente o mar do Sul da China, uma região de 3,5 milhões de metros quadrados reivindicada por Taiwan, Brunei, Malásia, Vietnã, Filipinas e China.


Mar do Sul da China.
© REUTERS/ Ritchie B. Tongo

A proposta, porém, não deve conseguir apoio dos demais países, visto que Taiwan não é reconhecido como independente pela China e que não mantém relações diplomáticas com muitas nações.

As atividades chinesas no mar do Sul foram criticados recentemente por Washington. Pequim rechaçou as posições norte-americanas dizendo que os EUA não são parte nesta disputa. O ministro das Relações Exteriores, Wang Yi, foi enfático na resposta. “Eu gostaria de reafirmar que a determinação da China para salvaguardar a sua integridade territorial e soberania é tão dura como uma rocha.”


Postar um comentário

Postagens mais visitadas