Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Ucrânia diz que vai processar soldados russos capturados por atos 'terroristas'

Richard Balmforth e Pavel Polityuk | Reuters

KIEV (Reuters) - A Ucrânia acusou nesta segunda-feira dois militares russos capturados de supostamente serem parte de um grupo de Forças Especiais que matou e feriu militares ucranianos em confrontos nas regiões ao leste e disse que iria processá-los por "atos terroristas".


Troca de prisioneiros entre Ucrânia e RPD

Os ucranianos aproveitaram a captura dos dois russos, ambos feridos, para dar força às acusações de envolvimento militar russo direto no conflito separatista, apesar de um cessar-fogo assinado em fevereiro. A Rússia negou qualquer papel na região.

Em um vídeo postado na Internet pelo Ministério do Interior da Ucrânia, um dos prisioneiros deu seu nome como Alexander Alexandrov. Ele disse estar em uma missão de espionagem como parte de um grupo de "truques sujos" de 14 pessoas, da cidade russa de Togliatti.

A captura e possível processo dos dois russos e o potencial constrangimento para o presidente da Rússia, Vladimir Putin, vem à medida que os Estados Unidos e a União Europeia pressionam Moscou para implementar totalmente os acordos de paz de Minsk como passo para terminar a crise.

Mais de 6.100 pessoas foram mortas e a relação entre a Rússia e o ocidente entrou em crise desde que separatistas pró-Rússia se rebelaram contra a liderança pró-Ocidente, tomando o poder na Ucrânia há pouco mais de um ano. A Rússia acusa Kiev de violar a trégua.


Postar um comentário