Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

A OSCE registrou mais de 140 explosões perto de Donetsk

Os observadores da Missão Especial de Observação da OSCE na Ucrânia registraram nesta quinta (11) mais de 140 explosões perto da estação ferroviária de Donetsk, de acordo com um relatório publicado pela missão neste sábado (13).


Sputnik

"A partir do posto de observação do Centro Conjunto para Controle e Coordenação localizado perto da estação ferroviária de Donetsk, a Missão viu e ouviu 142 explosões de armas não especificadas e 34 explosões de canhões anti-aéreos", diz o documento datado de 12 de Junho.


Observadores da OSCE em Donetsk
© Sputnik/ Sergei Averin

Os bombardeios mais fortes foram identificados nas áreas de Marinka e Krasnogorovka, perto de Donetsk.

Além disso observadores denunciaram o não cumprimento da trégua, principalmente referindo-se à área do aeroporto de Donetsk.

Na semana passada, as partes envolvidas no conflito relataram um aumento nas hostilidades no leste da Ucrânia.

No momento em Donbass está em vigor uma trégua acordada em 12 de fevereiro em Minsk pelo Grupo de Contato Trilateral (composto por Rússia, Ucrâniae OSCE).

Segundo a ONU o conflito já causou cerca de 6.500 mortes de civis e militares bem como mais de 16.000 feridos.


Postar um comentário