Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Qual será resposta síria a novos mísseis 'inteligentes' dos EUA?

A cada declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre seus "mísseis inteligentes", os sistemas de defesa antiaérea sírios terão sua própria resposta de mísseis, o que foi demonstrado pelo país em 14 de abril, assegurou à Sputnik o membro do Conselho Público junto ao Ministério da Defesa da Rússia, Igor Korotchenko.
Sputnik

Mais cedo, Sergei Rudskoy, chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, disse aos jornalistas que os especialistas russos tinham detectado evidências de 22 mísseis terem atingido alvos, de um total de 105 anunciados pelos EUA, na sequência do ataque aéreo dos EUA e seus aliados.


"Os mísseis podem ser 'inteligentes', mas os sistemas da defesa antiaérea podem ser eficientes, por isso, para cada míssil 'astuto' haverá um míssil guiado, o que foi demonstrado pelo ótimo treinamento profissional dos soldados sírios. Nas declarações de Trump há muita publicidade, e para cada tweet de Trump sobre seus '…

A OSCE registrou mais de 140 explosões perto de Donetsk

Os observadores da Missão Especial de Observação da OSCE na Ucrânia registraram nesta quinta (11) mais de 140 explosões perto da estação ferroviária de Donetsk, de acordo com um relatório publicado pela missão neste sábado (13).


Sputnik

"A partir do posto de observação do Centro Conjunto para Controle e Coordenação localizado perto da estação ferroviária de Donetsk, a Missão viu e ouviu 142 explosões de armas não especificadas e 34 explosões de canhões anti-aéreos", diz o documento datado de 12 de Junho.


Observadores da OSCE em Donetsk
© Sputnik/ Sergei Averin

Os bombardeios mais fortes foram identificados nas áreas de Marinka e Krasnogorovka, perto de Donetsk.

Além disso observadores denunciaram o não cumprimento da trégua, principalmente referindo-se à área do aeroporto de Donetsk.

Na semana passada, as partes envolvidas no conflito relataram um aumento nas hostilidades no leste da Ucrânia.

No momento em Donbass está em vigor uma trégua acordada em 12 de fevereiro em Minsk pelo Grupo de Contato Trilateral (composto por Rússia, Ucrâniae OSCE).

Segundo a ONU o conflito já causou cerca de 6.500 mortes de civis e militares bem como mais de 16.000 feridos.


Postar um comentário