Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Como o novo blindado ucraniano conseguiu o apelido de “Vergonha”?

O Exército ucraniano estava esperando receber os blindados "Dozor-B" em março, mas apenas um modelo de testes foi feito até então e já está quebrado.


Sputnik

Apesar das promessas do alto oficialato, as Forças Armadas da Ucrânia não parecem que irão receber os tão falados blindados "Dozor-B", disse o canal de notícias do país ZN.ua.


Dozor-B
© AP Photo/ SERGEY BOBOK

Na sexta-feira, a mídia ucraniana informou que o CEO da fábrica de armamentos de Lviv foi demitido em vista da inobservância dos planos de fabricação, incluindo o da produção dos "Dozors".

Ainda em junho de 2014, Oleksandr Turchynov, o comandante-em-chefe na época, garantiu que seu exército receberia 200 "Dozors" em breve. Em fevereiro de 2015, o chefe da Indústria de Defesa da Ucrânia prometeu que as entregas iriam começar em março. Recentemente ele alterou o anúncio para até o fim do verão.

Até agora nenhum "Dozor" entrou em serviço no exército do país.

"O modelo experimental foi supostamente concluído no início de 2015. Os trabalhadores o têm chamado de "Vergonha" ["Vergonha" é "Pozor" em russo, o que soa semelhante a "Dozor"- o nome do veículo]. Eles nos disseram que os guardas de fronteira dirigiram o "Dozor-B" na pista de testes de automóveis. O carro não retornou com sua própria energia", disse a ZN.ua.

A Indústria de Defesa da Ucrânia atribuiu a falta de financiamento e os problemas com o embarque de motores da Alemanha como as razões para o atraso.

A mídia local também recordou que em 3 de outubro o presidente Pyotr Poroshenko disparou uma bala de metralhadora de 7.62 mm na armadura do blindado para testá-la. Na época ele convenceu os jornalistas de que a armadura do veículo passara no teste, no entanto, a penetração superficial sugere que a armadura não foi temperada.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas