Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Embraer e Boeing acertam termos de parceria

Acordo prevê criação de uma nova empresa de aviação comercial, com 80% de participação da gigante americana. Boeing vai pagar 4,2 bilhões de dólares aos brasileiros. Transação precisa ser aprovada pelo governo federal.
Deutsch Welle

A Embraer e a gigante americana Boeing anunciaram nesta segunda-feira (17/12) a aprovação dos termos de uma parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial. A execução do acerto ainda precisa do aval do governo brasileiro.


De acordo com a proposta, a Boeing deterá 80% de participação na joint venture pelo valor de 4,2 bilhões de dólares, enquanto a fabricante brasileira ficará com os 20% restantes.

"A expectativa é de que a parceria não terá impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes", diz um comunicado conjunto da Embraer e da Boeing divulgado para investidores.

As duas empresas informaram que a joint venture criada para a fabricação de aviões comerciais, que deve absorver toda a operação…

Exército cria para sargentos e subtenentes cargo de Adjunto de Comando, novo elo com a tropa

Forças Terrestres

O Exército brasileiro lançou-se em uma experiência inédita: criar o cargo de Adjunto do Comando, para distinguir o subtenente ou o 1º sargento que, por meio de sua destacada liderança, reconhecida competência e perfeita conduta pessoal, seja capaz de representar um elo a mais entre o comando de sua unidade e a tropa.


Dia do Exército

A Portaria Nº 103, assinada pelo chefe do Estado-Maior do Exército, general Sergio Westphalen Etchegoyen, a 22 de maio último, aprovou “a Diretriz de Implantação, em caráter experimental, do Projeto de Criação do Cargo de Adjunto de Comando”.

A novidade será materializada através de projeto piloto a ser implantado em cinco unidades: na 4ª Brigada de Infantaria Motorizada (Juiz de Fora – MG), na 10ª Brigada de Infantaria Motorizada(Recife – PE), na 1ª Brigada de Infantaria de Selva (Boa Vista-RR), na 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (Dourados – MS) e na 6ª Brigada de Infantaria Blindada (Santa Maria – RS).

De acordo com a Diretriz de Implantação, a criação do cargo “terá alta prioridade para o Estado-Maior do Exército”.

O Adjunto de Comando terá como atribuições:


(a) ser divulgador da Ética e dos Valores Militares, 
(b) ser fortalecedor dos padrões do Comportamento Militar, 
(c) ser um facilitador da comunicação entre o Comando e as praças, 
(d) ser divulgador da missão e da visão da Unidade e dos conceitos do Comando, e 
(e) assessorar o Comando em assuntos disciplinares, de instrução e do bem-estar, incluindo o da Família Militar.

Do Adjunto será exigida a capacidade de se comunicar com clareza e, principalmente, a aptidão para ouvir as reivindicações e considerações dos subordinados. Em contrapartida, o sargento ou subtenente escolhido para o cargo de Adjunto terá, nessa designação, uma oportunidade de valorizar sua folha de serviços .

Um comunicado da Agência Verde-Oliva divulgado nesta sexta-feira (12.06) pelo portal do Comando do Exército esclarece: o cargo de Adjunto de Comando “não representará uma mera distinção, e sim uma missão” no âmbito do amplo processo de transformação que a força terrestre brasileira vem experimentando.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas