Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Hillary Clinton classifica Rússia, Irã e Coréia do Norte como "ameaças tradicionais" aos EUA

A candidata democrata à presidência dos EUA, Hillary Clinton disse durante seu primeiro grande discurso de campanha no sábado, em Nova York, que Rússia, Coréia do Norte e Irã são ameaças tradicionais à segurança norte americana.


Sputnik


De acordo com uma recente pesquisa da CNN/ORC, quase 60 por cento dos cidadãos dos EUA crê que Hillary Clinton carece de honestidade e confiabilidade. A mesma pesquisa indicou que Clinton lidera o campo democrata por uma larga margem, com 60 por cento dos prováveis ​​eleitores dizendo que a apoiariam.

Hillary Clinton, a ex-secretária de Estado norte-americana e candidata à presidência
© AP Photo
"Nenhum outro país do mundo está melhor posicionado para prosperar no século XXI. Nenhum outro país está melhor equipado para enfrentar as ameaças tradicionais de países como Rússia, Coréia do Norte e Irã, e para lidar com a ascensão de novas potências como a China", disse a candidata democrata no pronunciamento.

A ex-Secretária de Estado dos EUA também enfatizou em seu discurso no sábado que os Estados Unidos estão preparados para combater ameaças emergentes, tais como ciberataques e as redes globais de terrorismo, em particular referindo-se a expansão do grupo Estado Islâmico (EI).

"Como sua presidente eu farei o que for preciso para manter a América segura".

Em 12 de abril, Clinton anunciou que estava concorrendo à presidência dos Estados Unidos para 2016 e lançou sua campanha.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas