Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Kiev e OTAN criam forças de operações especiais

A Ucrânia e a OTAN começarão em breve a realizar um projeto para criar forças de operações especiais, declarou o embaixador de Kiev na Aliança, Igor Dolgov.


Sputnik

"Começará em breve a realização de um projeto conjunto com a OTAN para criar forças de operações especiais dentro das Forças Armadas da Ucrânia", disse Dolgov em uma reunião do conselho interparlamentar Ucrânia-OTAN em Kiev. As forças "estarão dotadas com equipamentos especiais", completou.


Paracaidista de EEUU, pacificador de OTAN en Kosovo
© AP Photo/ Visar Kryeziu

Segundo Dolgov, a criação das forças especiais está prevista pelo programa de cooperação entre a Ucrânia e a OTAN para o ano de 2015.

A Rada Suprema (parlamento ucraniano) aprovou em dezembro uma série de emendas que supõem a renúncia ao status não alinhado, o que torna possível a entrada da Ucrânia na OTAN.

O programa de cooperação de Kiev com a Aliança estipula a modernização dos meios de comunicação, a homologação das Forças Armadas ucranianas aos padrões da OTAN, a reciclagem e a adaptação social dos militares ucranianos, a reabilitação física dos militares ucranianos feridos, assim como questões de logística, ciberproteção e outros.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas