Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Embraer e Boeing acertam termos de parceria

Acordo prevê criação de uma nova empresa de aviação comercial, com 80% de participação da gigante americana. Boeing vai pagar 4,2 bilhões de dólares aos brasileiros. Transação precisa ser aprovada pelo governo federal.
Deutsch Welle

A Embraer e a gigante americana Boeing anunciaram nesta segunda-feira (17/12) a aprovação dos termos de uma parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial. A execução do acerto ainda precisa do aval do governo brasileiro.


De acordo com a proposta, a Boeing deterá 80% de participação na joint venture pelo valor de 4,2 bilhões de dólares, enquanto a fabricante brasileira ficará com os 20% restantes.

"A expectativa é de que a parceria não terá impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes", diz um comunicado conjunto da Embraer e da Boeing divulgado para investidores.

As duas empresas informaram que a joint venture criada para a fabricação de aviões comerciais, que deve absorver toda a operação…

Lavrov: Irã terá S-300 russos

Encontro entre chanceleres da Rússia, Irã e China decorreu nesta quinta-feira em Moscou.


Sputnik

O acordo-quadro atingido em 2 de abril em Lausanne é essencial para um acordo final sobre o programa nuclear iraniano, declarou o chanceler russo nesta quinta-feira.


Sistemas S-300 de defesa aérea

Nesta semana, representantes do "sexteto" negociador estão realizando uma reunião em Viena (Áustria). O encontro começou ontem. Hoje, Lavrov disse o seguinte:

"Nós todos concordamos que a chave para o seu [das negociações sobre o programa nuclear iraniano] êxito está na adesão exata e precisa aos acordos básicos que foram alcançados no encontro dos ministros do "sexteto" e do Irã em Lausanne sem tentativas de sobrecarregar o processo das negociações com exigências novas, que acabam de surgir no último momento".

Portanto, todos os participantes das negociações sobre o programa nuclear iraniano precisam concertar os detalhes do acordo, frisou o ministro russo.

"A China, o Irã e a Rússia são participantes do sexteto que mantém negociações com o Irã. E seria imperdoável perder esta oportunidade de, estando juntos em um só lugar [em Moscou], discutir as negociações sobre a regulação do programa nuclear iraniano. As negociações estão já na fase final, e nós estamos convictos que todos os participantes delas precisam fazer tudo o for necessário para chegar a um consentimento sobre todos os assuntos técnicos, conforme o marco político regulador já acordado", disse o chanceler russo durante o encontro trilateral entre diplomatas da Rússia, China e Irã.

S-300

Além da libertação do seu programa nuclear, o Irã espera fornecimento dos sistemas de lançamento de mísseis S-300 russos. Após o encontro, Sergei Lavrov confirmou que o fornecimento será realizado "em breve".

"Os preparativos para o fornecimento estão sendo realizados e o fornecimento pronto estará completado", assegurou.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas