Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Mais de 40 navios participarão de exercício da OTAN no Báltico

A OTAN realizará nesta semana, na Polônia, uma simulação naval com participação de 40 navios, informou o Ministério de Segurança Nacional polonês.


Sputnik

"Os exercícios Baltops 15 começarão em Gdnya na sexta-feira, dia 5 de junho. (…) chegarão mais de 40 navios de 15 países", diz um comunicado publicado pelo serviço de imprensa do Ministério.


From left, Norwegian support vessel Valkyrien, Belgian mine-hunter Belis, Norwegian minesweeper Otra, Dutch mine-hunter Makkum and Estonian mine-hunter Admiral Cowen form a convoy during a NATO deployment in the Baltic Sea along the German Coast, Tuesday, April 22, 2014
© AP Photo/ Gero Breloer

O exercício, informou a fonte, contará com cinco mil militares de 17 países: Alemanha, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Estados Unidos, Estônia, Finlândia, França, Geórgia, Lituânia, Letônia, Noruega, Holanda, Polônia, Grã-Bretanha, Suécia e Turquia.

"Em 2015, as manobras acontecerão sem a participação da Rússia", diz o texto.

Os exercícios Baltops são realizados no mar Báltico desde 1971.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas