Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Militares da Força de Pacificação ficam feridos na Maré

Tropa foi recebida a tiros na Vila dos Pinheiros; trio passa bem


Diário do Poder

Três militares da Força de Pacificação que atua no Complexo da Maré desde abril do ano passado ficaram feridos na noite desta quarta-feira, 18, após um tiroteio na Vila dos Pinheiros, comunidade que integra o conjunto de favelas na zona norte do Rio de Janeiro. De acordo com a assessoria de imprensa da Força de Pacificação, a tropa foi recebida a tiros na localidade por volta de 22h e reagiu.




Ainda segundo informações do Comando Militar do Leste, os três militares foram feridos sem gravidade e receberam atendimento médico.

"A partir de então, a Força de Pacificação reforçou a segurança da área, não havendo indícios de outras pessoas feridas", diz a nota.

De acordo com o planejamento integrado entre a Polícia Militar e o Exército, a Força de Pacificação sairá de vez da Maré no dia 30 de junho, deixando as 10 comunidades que ainda estão sob sua responsabilidade. (AE)



Postar um comentário