Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Não é preciso instalar armas da OTAN porque não há ameaça russa, diz político polonês

Janusz Korwin-Mikke, membro do parlamento da União Europeia pela Polônia afirmou que não vê necessidade de a OTAN instalar equipamento militar pesado na Polônia.


Sputnik

O político polonês disse à Sputnik nesta terça-feira que a Polônia não precisa de armas americanas no seu território porque este não é ameaçado pela Rússia. 


“Marcha de dragões” do OTAN na Europa
© REUTERS/ Ints Kalnins

Anteriormente a mídia estadunidense informou que o Pentágono considera colocar material bélico pesado nos países do Leste europeu e nos países bálticos.

“Não me sinto em perigo ou ameaçado pela Rússia ou algum outro país e não vejo necessidade de o equipamento militar da OTAN armazenado no meu país”, disse Korwin-Mikke.

A OTAN está aumentando a sua presença militar perto das fronteiras russas na sequência da reunificação da Crimeia com a Rússia após o referendo em março de 2014. A Aliança acusou a Rússia de anexão ilegal da península e fornecimento de apoiou militar às milícias de Donbass que neste momento estão em conflito com as autoridades oficiais da Ucrânia.

Moscou negou repetidamente as acusações da OTAN e manifestou preocupação com a expansão do bloco militar e o aumento da sua presença junto às fronteiras russas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas