Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Fora do normal': OTAN teria usado armas climáticas para atingir êxito em operação militar

Uma das teorias de conspiração mais populares é a possível influência humana no clima com armas de tecnologia de última geração. Neste contexto, ganhou talvez o maior destaque o projeto HAARP dos EUA. Oficial da Força Aérea russa e meteorologista, Yevgeny Tishkovetz, contou para a Sputnik até que ponto os humanos podem mudar condições climáticas.
Sputnik

O HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program, em inglês) é um projeto financiado pelas Forças Armadas dos EUA que visa estudar a ionosfera para aperfeiçoamento de suas capacidades de comunicação por rádio e dos sistemas de vigilância com ajuda de tecnologias de ponta.


Há uma teoria de que o sistema HAARP teria sido utilizado na operação militar da OTAN na Iugoslávia em 1999. Yevgeny Tishkovetz, meteorologista do centro Fobos e ex-chefe do serviço meteorológico do Ministério da Defesa russo, disse à Sputnik Sérvia que o sistema pode ter sido realmente usado na Iugoslávia.

Segundo o oficial, a Aliança não tinha como realizar seus…

O caça russo PAK FA é capaz de neutralizar as tecnologias do tipo Stealth

O complexo de guerra radioeletrônica Himalaya, criado pelo consórcio Radioelektronnie Tejnologuii, pertencente à Rostech, não só aumenta a capacidade de combate do caça de quinta geração russo T-50 (PAK FA), mas também, em grande medida neutraliza tecnologias do tipo stealth (furtivas) de aviões inimigos.


Sputnik

"Este avião russo estará totalmente protegido contra os meios do inimigo, aos quais o complexo de guerra radioeletrônica Himalaya responde que não só irá melhorar o nível de proteção contra interferências e a vitalidade da aeronave, mas que permitirá em grande medida neutralizar as tecnologias furtivas [stealth] do inimigo ", enfatiza o comunicado do serviço de imprensa da entidade.


Caça PAK FA em vôo.
Sukhoi T-50 © flickr.com/ Mario Sainz Martínez

Conforme planejado, a produção em série deste moderno caça deverá começar em 2016, enquanto continuarão seus testes de vôo.

Até agora apenas o exército de um país dispõe de caças de quinta geração, os EUA com os aviões F-22 e F-35.

A utilização de materiais compostos e tecnologias inovadoras, a aerodinâmica da aeronave e as características do motor dão ao PAK FA um baixo nível de detecção sem precedentes por meio de sistemas de localização por rádio e invisibilidade óptica e infravermelha.

O consórcio também irá fornecer parte do equipamento de bordo para o PAK FA.

"O consórcio desenvolveu especialmente para o PAK FA o novo sistema de navegação BINS-SP2M que permite ao caça orientar-se no espaço aéreo mesmo na ausência de comunicação com estações de navegação terrestre, sinal de satélite, etc", informou o consórcio.


Postar um comentário