Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Putin e Mattarella: Europa paga preço alto demais por conflito na Ucrânia

O presidente russo, Vladimir Putin, conversou com seu colega italiano, Sergio Mattarella, sobre as consequências do conflito ucraniano, afirmou o porta-voz do Kremlin.


Sputnik

O presidente russo, Vladimir Putin, encontrou-se nesta quarta-feira com o presidente italiano, Sergio Mattarella, o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, e com o Papa Francisco.


Russian President Vladimir Putin, left, and Italian President Sergio Mattarella at their meeting in Rome, June 10, 2015
Vladimir Putin e Sergio Mattarella © Sputnik/ Aleksey Nikolskyi

"Putin falou detalhadamente sobre a origem, o andamento e os futuros cenários possíveis no conflito ucraniano. De modo geral, os dois lados concordaram que, infelizmente, todos lados, sem exceção, e todos países na Europa pagam um preço alto demais pelo conflito ucraniano", relatou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

O presidente russo e os líderes italianos discutiram a necessidade de se manter o atual nível de cooperação bilateral, não deixando que a relação entre Rússia e Itália seja afetada por fatores externos políticos.

"Eles discutiram a necessidade de manter o atual padrão das relações bilaterais em todas esferas, não permitindo que essas relações se tornem reféns de várias dificuldades que estão sendo testemunhadas atualmente", completou Peskov.



Postar um comentário