Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Venezuela está disposta a 'defender soberania e independência de Nicarágua'

Jorge Arreaza, chanceler da Venezuela, avisou da capital nicaraguense, Manágua, que o presidente Nicolás Maduro está disposto a apoiar a Nicarágua em defesa de sua soberania se for necessário.
Sputnik

"Se [nós] o povo bolivariano, os revolucionários da Venezuela, tivéssemos que vir à Nicarágua para defender a soberania e a independência nicaraguense, e oferecer nosso sangue pela Nicarágua, iríamos como Sandino, até à montanha de Nueva Segovia", expressou Arreaza.

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela fez essas declarações durante a comemoração dos 39 anos do triunfo da Revolução Sandinista em Nicarágua, país para o qual viajou em 19 de julho.

O socialismo, enfatizou Arreaza, é o caminho certo, e assegurou que a Venezuela passou por uma situação semelhante da qual a Nicarágua enfrenta desde abril deste ano.

"Caros compatriotas, dizemos-lhes porque vivemos essa mesma experiência que vocês vivem nos últimos meses, nós as chamamos de guarimbas [termo para protesto popu…

Rússia inaugura forças aeroespaciais

Anunciadas em janeiro, novas tropas estavam previstas para sair do papel somente dentro de alguns anos


Gueórgui Peremitin | RBC Daily

Novidade anunciada em janeiro, as forças aeroespaciais acabam de ser inauguradas na Rússia, segundo a agência Interfax divulgou com base em declarações do tenente-general Aleksandr Golovko. Segundo o militar, a ordem para a instituição de tais tropas já foi dada.


Rússia inaugura forças aeroespaciais
Presidente russo incumbiu Ministério da Defesa de "não permitir a superioridade espacial sobre a Rússa". Foto: Kirill Kalínnikov/RIA Nóvosti

No início do ano, quando surgiram as primeiras declarações acerca da nova divisão, o chefe do Estado Maior-General, Valéri Guerassimov anunciou que as forças aeroespaciais seriam criadas por meio da fusão das forças aéreas com as tropas de defesa aeroespaciais.

Então, Guerassimov afirmou que, após a criação das forças aeroespaciais, o exército continuaria seu trabalho na criação de "um sistema escalonado confiável de prevenção de ataques de mísseis tanto no segmento espacial, como para a instalação de estações de radar".

A tarefa de criação das forças aeroespaciais anunciada no início do ano foi classificada pelo ministro da Defesa, Serguêi Shoigu, como prioritária. Então, ele disse que o presidente russo Vladímir Pútin incumbiu o ministério de "não permitir a superioridade espacial sobre a Rússa".

Em dezembro de 2014, uma fonte da Interfax declarou que seriam necessários ainda alguns ano para a criação das novas forças.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas