Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Rússia inaugura forças aeroespaciais

Anunciadas em janeiro, novas tropas estavam previstas para sair do papel somente dentro de alguns anos


Gueórgui Peremitin | RBC Daily

Novidade anunciada em janeiro, as forças aeroespaciais acabam de ser inauguradas na Rússia, segundo a agência Interfax divulgou com base em declarações do tenente-general Aleksandr Golovko. Segundo o militar, a ordem para a instituição de tais tropas já foi dada.


Rússia inaugura forças aeroespaciais
Presidente russo incumbiu Ministério da Defesa de "não permitir a superioridade espacial sobre a Rússa". Foto: Kirill Kalínnikov/RIA Nóvosti

No início do ano, quando surgiram as primeiras declarações acerca da nova divisão, o chefe do Estado Maior-General, Valéri Guerassimov anunciou que as forças aeroespaciais seriam criadas por meio da fusão das forças aéreas com as tropas de defesa aeroespaciais.

Então, Guerassimov afirmou que, após a criação das forças aeroespaciais, o exército continuaria seu trabalho na criação de "um sistema escalonado confiável de prevenção de ataques de mísseis tanto no segmento espacial, como para a instalação de estações de radar".

A tarefa de criação das forças aeroespaciais anunciada no início do ano foi classificada pelo ministro da Defesa, Serguêi Shoigu, como prioritária. Então, ele disse que o presidente russo Vladímir Pútin incumbiu o ministério de "não permitir a superioridade espacial sobre a Rússa".

Em dezembro de 2014, uma fonte da Interfax declarou que seriam necessários ainda alguns ano para a criação das novas forças.


Postar um comentário