Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA confirmam linha estratégica de 'desmembramento da Síria', diz analista

Os EUA declararam que não querem restaurar as regiões na Síria que estão sob o controle de Damasco. O especialista Vladimir Fitin explica na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o que busca Washington.
Sputnik

Os EUA não querem ajudar na reconstrução das regiões na Síria que ficam sob o controle do presidente sírio Bashar Assad, declarou um alto funcionário dos EUA após o primeiro dia do encontro dos ministros das Relações Exteriores do G7.


Em janeiro, o Departamento de Estado dos EUA afirmou que Washington não iria ajudar a Rússia, o Irã e Damasco oficial na restauração do país, enquanto a "transformação política" da Síria não se realizasse. Segundo declarou o assistente adjunto do secretário de Estado dos EUA para o Médio Oriente, David Satterfield, a condição da ajuda é a reforma constitucional e eleições sob os auspícios da ONU.

O analista do Instituto dos Estudos Estratégicos da Rússia, Vladimir Fitin, na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik comentou a decla…

Ataque aéreo saudita no Iêmen termina com pelo menos 30 mortos

Ao menos 30 pessoas foram mortas em ataque da Força Aérea da Arábia Saudita contra um mercado no noroeste do Iêmen, segundo informou a imprensa local.


Sputnik

"O mercado na província de Hajjah foi bombardeado, causando 30 mortes de civis", de acordo com um comunicado da agência iemenita SABA. A agência não especificou o número de feridos.


Casa destruída após ataque aéreo da Arábia Saudita a Hajja, no Iêmen.
© REUTERS

O movimento houthi Ansar Allah organizou em agosto de 2014 protestos devido a decisão do governo de reduzir os subsídios para a compra de petróleo e por conta de um aumento acentuado nos preços dos combustíveis.

Posteriormente, os houthis lançaram uma ofensiva em várias regiões do país e, quase sem resistência, conseguiram se apoderar da capital.

Desde o final de março de 2015 uma coalizão de países árabes realiza ataques aéreos contra os houthis a fim de restabelecer no poder o presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi e seu governo.



Postar um comentário