Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Países muçulmanos reconhecem Jerusalém como capital do Estado da Palestina

Os países da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) acordaram nesta quarta-feira reconhecer Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidaram as outras nações a fazer o mesmo, em resposta à decisão dos EUA de declarar Jerusalém como capital de Israel.
EFE

"Declaramos Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidamos todos os países a reconhecer o Estado da Palestina com Jerusalém Oriental como sua capital ocupada", indica a minuta da declaração preparada nesta quarta-feira em Istambul por esta organização, formada por 57 países de maioria muçulmana.


A OCI, formada por 57 países de maioria muçulmana, inclui desde sua fundação em 1969 a Palestina como membro pleno, com sua capital em Jerusalém.

O documento, apresentado pelos "reis, chefes de Estado e de Governo dos Estados membros da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)", apresenta em 23 pontos a postura do mundo muçulmano perante a decisão dos EUA.

Nesse texto, a OCI &quo…

Bombardeiro Tu-95 sofre acidente na Sibéria

Um bombardeiro estratégico Tu-95 sofreu um acidente no Território de Jabarovsk, na Rússia, informaram fontes militares à Sputnik.


Sputnik

As informações também dão conta de que a tripulação, composta por sete pessoas, abandonou a aeronave.


Tu-95
Tupolev Tu-95 Bear © Foto: UK Ministry of Defence

Os investigadores ainda tentar apontar local do acidente. Segundo as fontes, o bombardeiro explodiu e ficou totalmente destruído.

Segundo a Defesa russa, o avião realizava um voo rotineiro de treinamento. Ao cair, o avião não causou danos a infraestruturas, diz um comunicado oficial. O texto destaca também que o bombardeiro não carregava armas.

Mais tarde, o Ministério da Defesa confirmou que o acidente com o Tu-95 foi causado por uma falha técnica.

"Segundo dados preliminares, o acidente no Território de Jabarovsk foi provocado por uma falha técnica", diz o documento. O texto diz ainda que os integrantes da tripulação abandonaram a aeronave de paraquedas, mas seu paradeiro segue desconhecido até o momento.

Os voos com bombardeiros Tu-95 foram suspensos até que sejam esclarecidas as causas do acidente em Jabarovsk.


Postar um comentário