Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Bombardeiro Tu-95 sofre acidente na Sibéria

Um bombardeiro estratégico Tu-95 sofreu um acidente no Território de Jabarovsk, na Rússia, informaram fontes militares à Sputnik.


Sputnik

As informações também dão conta de que a tripulação, composta por sete pessoas, abandonou a aeronave.


Tu-95
Tupolev Tu-95 Bear © Foto: UK Ministry of Defence

Os investigadores ainda tentar apontar local do acidente. Segundo as fontes, o bombardeiro explodiu e ficou totalmente destruído.

Segundo a Defesa russa, o avião realizava um voo rotineiro de treinamento. Ao cair, o avião não causou danos a infraestruturas, diz um comunicado oficial. O texto destaca também que o bombardeiro não carregava armas.

Mais tarde, o Ministério da Defesa confirmou que o acidente com o Tu-95 foi causado por uma falha técnica.

"Segundo dados preliminares, o acidente no Território de Jabarovsk foi provocado por uma falha técnica", diz o documento. O texto diz ainda que os integrantes da tripulação abandonaram a aeronave de paraquedas, mas seu paradeiro segue desconhecido até o momento.

Os voos com bombardeiros Tu-95 foram suspensos até que sejam esclarecidas as causas do acidente em Jabarovsk.


Postar um comentário