Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Drone com radar de dupla frequência se destaca em feira militar

Longo alcance e alta precisão favorecem uso de equipamento no combate ao terrorismo.


Aleksandr Korolkov | Gazeta Russa

O primeiro drone russo com capacidade de encontrar alvos na floresta sob a copa de árvores ou até mesmo em abrigos subterrâneos foi apresentando durante a exposição militar “Ármia 2015” (Exército 2015, em tradução livre), em meados de junho.


Drone com radar de dupla frequência se destaca em feira militar
Novo drone é capaz de fazer reconhecimento aéreo independentemente das condições meteorológicas Foto: Aleksêi Dánitchev/ RIA Nóvosti

O dispositivo, batizado de Merlin-21b, é capaz de voar a uma altitude de até 3 km e percorrer 600 quilômetros de distância. Mas, segundo os especialistas presentes no evento, o elemento mais importante do novo drone é o seu radar, que, embora compacto, consegue operar simultaneamente nas frequências VHF e UHF.

“A frequência UHF permite detectar objetos sob folhagem densa, enquanto a frequência VHF possibilita a obtenção de imagens de alta qualidade”, anunciou a assessoria de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia.

O novo drone é capaz de fazer reconhecimento aéreo independentemente das condições meteorológicas e da hora do dia, com transmissão de dados em tempo real.

Segundo os desenvolvedores, as características do novo drone são importantes sobretudo para operações especiais de combate ao terrorismo, uma vez que facilita ataques de longo alcance e alta precisão.

“Os princípios de funcionamento do drone estão diretamente relacionados com o seu alvo. Com o radar, o dispositivo enxerga mais objetos do que, por exemplo, com um visor térmico”, disse à Gazeta Russa o editor do jornal “Nesavíssimoe Boénoe Obozreni” (“Avaliação Militar Independente”), Vladímir Cherbakov. “Mas, em geral, não há nenhum know-how puramente russo no desenvolvimento desse radar.”

O projeto apresentado por cientistas russos difere do radar Tracer, lançado pela norte-americana Lockheed Martin em 2012. Embora também seja de dupla frequência (VHF e UHF), o Tracer vem instalado no MQ-9 Predador, que tem dimensões substancialmente maiores que o Merlin-21b.



Postar um comentário