Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Embaixador americano na Alemanha é convocado para explicar espionagem

Diplomata foi convidado a comparecer na chancelaria alemã.
WikiLeaks indicou que EUA espionaram vários ministros alemães.


France Presse

O embaixador dos Estados Unidos na Alemanha foi "convidado" nesta quinta-feira (2) a comparecer na chancelaria para dar explicações sobre as revelações do Wikileaks indicando que a inteligência americana espionou vários ministros alemães.

Embaixador John Emerson

John Emerson foi convidado "a uma entrevista" com o ministro da Chancelaria Peter Altmaier, responsável por casos ligados à inteligência, indicou o porta-voz da chancelaria alemã, Steffen Seibert, em um comunicado.

Segundo os documentos revelados pelo Wikileaks e citados na quarta-feira pelo jornal "Süddeutsche Zeitung", a NSA americana não só espionou a chanceler Angela Merkel, como também o fez com os ministros das Finanças, Economia e Agricultura.

Altmaier indicou claramente ao embaixador que "o respeito do direito alemão era indispensável e que as violações comprovadas seriam processadas", indicou Seibert.

Segundo ele, a "indispensável cooperação entre os serviços secretos alemães e americanos é afetada por esses repetidos incidentes". A Alemanha tem reforçado suas defesas contra a espionagem desde o ano passado, acrescentou.

"Esta não é uma convocação oficial", ressaltou, no entanto, o site da revista Der Spiegel, chamando de "prudente" e até mesmo "relutante" a reação alemã a estas novas revelações.

A procuradoria federal de Karlsruhe (sudoeste), que conduziu a investigação sobre a escuta do telefone celular de Angela Merkel, anunciou nesta quinta em um comunicado que examinaria as novas revelações.


Postar um comentário