Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Fracasso da coalizão internacional: até generais afegãos traficam drogas

A Força Internacional de Assistência à Segurança mostrou aparentemente a bandeira branca na luta contra o tráfico de drogas no Afeganistão. A situação piorou tanto que até um general do exército afegão se tornou suspeito num caso de tráfico de drogas de grande repercussão.


Sputnik

O general de brigada do exército afegão Abdul Samad Habib foi detido sob acusação de tráfico de 18,5 quilogramas de heroína. 


Plantação de papoulas no Afeganistão, matéria-prima utilizada na produção da heroína
Plantação de papoulas no Afeganistão, matéria prima para a produção de heroína © Rahmat Gul

O chefe do centro de recrutamento do Exército nacional do Afeganistão na província de Baghlan foi detido quando transportava drogas, da província de Baghlan à província de Nangarhar, no seu veículo oficial. No caminhão militar seguia o general junto com o seu guarda e motorista.

O porta-voz do departamento de combate às drogas do Ministério do Interior do Afeganistão Said Mehdi Kazemi disse em entrevista para a Sputnik que detenções de membros das forças de segurança sob acusação de tráfico de drogas são, infelizmente, um caso comum no Afeganistão contemporâneo.

“Não é a primeira vez que isso acontece. Só duas semanas atrás a polícia de combate às drogas do Afeganistão deteve quatro traficantes que, utilizando a sua farda, vendiam drogas. Na província de Samangan foi preso um grupo de funcionários públicos e há dois dias nos detivemos o general e os seus cúmplices”.

Said Mehdi Kazemi acusou a comunidade internacional de ausência de vontade de apoiar resolutamente o Afeganistão na luta contra o tráfico de drogas:

“Sem dúvida, esta tendência [a participação de oficiais afegãos da venda de drogas] é algo muito negativo na luta contra tráfico de drogas no Afeganistão e testemunha a ausência de vontade por parte da comunidade internacional de apoiar realmente o nosso país na luta com o vício sem fronteiras que é o tráfico de drogas”, manifestou.

Segundo os dados da ONU, a participação do Afeganistão na produção mundial de heroína atinge 77 por cento.


Postar um comentário