Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

PropHiper - Mais rápido do que uma bala

Pesquisadores brasileiros desenvolvem veículo aéreo que se deslocará em velocidade hipersônica
DefesaNet

Se tudo correr como planejado, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizará dentro de dois anos o ensaio em voo do primeiro motor aeronáutico hipersônico feito no país. O teste integra um projeto mais amplo cujo objetivo é dominar o ciclo de desenvolvimento de veículos hipersônicos, que voam, no mínimo, a cinco vezes a velocidade do som, ou Mach 5.
Mach é uma unidade de medida de velocidade correspondente a cerca de 1.200 quilômetros por hora (km/h). O programa é coordenado pelo Instituto de Estudos Avançados (IEAv), um dos centros de pesquisa do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da FAB, em parceria com a empresa Orbital Engenharia, ambos de São José dos Campos (SP).

Além do motor hipersônico, o projeto Propulsão Hipersônica 14-X (PropHiper), iniciado em 2006, prevê a construção de um veículo aéreo não tripulado (VANT), onde o motor será instalado. Batizado de 14-X, …

Gripen E para a Suécia: Saab recebe encomenda de peças sobressalentes

Pedido equivalente a US$ 30 milhões deverá ser entregue junto com os primeiros 60 caças Gripen E encomendados pela Suécia à Saab.
Acordo-quadro assinado em fevereiro de 2013 engloba diversos contratos como este e que, somados, poderão chegar a cerca de 47,2 bilhões de coroas suecas, ou US$ 5,6 bilhões.


Poder Aéreo

Na quarta-feira, 1º de julho, a empresa sueca Saab informou em nota o recebimento de uma encomenda de peças sobressalentes para o caça Gripen E, a nova geração da aeronave (atualmente em desenvolvimento e com protótipo em construção). A encomenda, feita pela administração sueca de material de defesa (FMV) tem valor de cerca de 250 milhões de coroas suecas, o que equivale a cerca de 30 milhões de dólares ou 93,5 milhões de reais.


Gripen Demonstrador - foto 2 Saab
Gripen NG | Saab

As peças sobressalentes, de diversos tipos, deverão ser entregues em conjunto com os primeiros aviões Gripen E, que somam até o momento 60 exemplares encomendados para a Força Aérea Sueca, com entregas iniciais previstas para o final desta década. Segundo Ulf Nilsson, que chefia a área de negócios aeronáuticos da empresa, trata-se de “um importante primeiro passo para assegurar o fornecimento de equipamento para a Força Aérea Sueca e o Gripen E.” Ele complementou dizendo que a Saab foi capaz de “garantir preços competitivos em equipamentos essenciais.”

A encomenda de sobressalentes se insere no acordo-quadro assinado entre a Saab e a FMV em fevereiro de 2013, com contratos que vêm sendo autorizados gradativamente e que, somados, podem alcançar um total de 47,2 bilhões de coroas suecas (hoje equivalentes a cerca de 5,6 bilhões de dólares – soma que em fevereiro de 2013 alcançava aproximadamente US$ 7,5 bilhões).

Um dos mais importantes contratos inseridos no acordo-quadro de fevereiro de 2013 foi o anunciado em 18 de dezembro daquele mesmo ano, algumas horas antes de ser informada pelo Brasil a seleção da nova geração do Gripen no programa F-X2 da Força Aérea Brasileira: trata-se do contrato de produção dos 60 exemplares para a Suécia, compreendendo o período 2013-2026, no valor de 16,4 bilhões de coroas suecas (hoje equivalentes a pouco menos de 2 bilhões de dólares, e que no final de 2013 representavam cerca de US$ 2,5 bilhões).

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas