Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Estados Unidos elaboram sistema transportável de luta contra drones

A companhia norte-americana Sierra Nevada elaborou uma instalação compacta para luta contra drones que pode ser instalada em picapes e funcionar eficazmente durante o movimento, informa o portal Defense News.
Sputnik

O novo sistema chamado X-Madis pode detectar, identificar e atingir os alvos com meios de guerra eletrônica mesmo em movimento à velocidade de até 80 km/h. Entretanto, para usar o sistema basta um só operador que o poderá dirigir da cabine do veículo, comunica o portal.

Segundo explicaram na companhia, o X-Madis pode ser instalado em várias plataformas móveis, tais como picapes pesadas, veículos todo-o-terreno leves ou barcos.

Além disso, o sistema já foi testado em vários tipos de veículos militares que estão em serviço do exército norte-americano.

O novo dispositivo foi apresentado na exposição SOFIC 2018 que atualmente está sendo realizada em Tampa, no estado norte-americano da Flórida.

Hackers atacam mísseis Patriot na Turquia

Hackers desconhecidos atacaram os sistemas de misseis antiaéreos Patriot posicionados no sul da Turquia, perto da fronteira com a Síria, informou o jornal alemão Behörden Spiegel.


Sputnik

Seis lança-mísseis e dois radares do Patriot, de fabricação americana, começaram a executar comandos desconhecidos durante um período de tempo, informou a fonte sem precisar quando ocorreu o incidente.

Patriot, sistema de misiles tierra-aire de largo alcance fabricado por la compañía estadounidense Raytheon
© AFP 2015/ Bulent Kilic

Os sistemas Patriot, segundo o jornal, possuem dois pontos vulneráveis a cyberataques: a conexão entre os componentes e o chip do sistema de navegação.

"Esses sistemas não estão conectados às redes públicas e requerem códigos especiais para lançar um míssil (…) normalmente se requer um código de duas ou três pessoas para dispará-lo ou executar algo relevante", disse o consultor de segurança em informática Jonathan Schifreen.

Os sistemas antiaéreos Patriot, usados pelos EUA pela primeira vez há 30 anos, foram posicionados na Turquia pela Alemanha para proteger os integrantes da OTAN diante da ameaça proveniente da Síria, onde as hostilidades seguem acontecendo.


Postar um comentário