Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Holding russa estuda ressuscitar 'assassino de submarinos ocidentais'

A holding Russian Helicopters pode relançar a produção do helicóptero anfíbio Mi-14, comenta a revista The Diplomat.


Sputnik

"Este aparelho pode causar grandes problemas aos submarinos ocidentais se carregar uma bomba nuclear antissubmarina", diz a publicação.


Mi-14
Mi-14 © Foto: Russian Helicopters

O helicóptero Mi-14 foi desenvolvido nos anos 1960 e podia carregar uma bomba nuclear capaz de destruir submarinos em um raio de até um quilômetro.

Nos anos da Guerra Fria, o helicóptero ganhou fama depois de destruir um submarino estrangeiro (provavelmente americano) em águas territoriais soviéticas.

Segundo se acredita, o Mi-14 foi retirado do serviço operacional em 1996, por pressão dos Estados Unidos.

Os aparelhos serão montados na Fábrica de Helicópteros de Kazan se seu relançamento for decidido. A versão modernizada do Mi-14 estaria dotada de novos motores e um sistema avançado de navegação.


Postar um comentário