Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: exército sírio parou de avançar para Afrin

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as tropas do governo sírio deixaram de avançar para a cidade de Afrin "após consultas", realizadas pelo líder turco nesta segunda-feira.
Sputnik

As tropas do governo sírio "foram realmente detidas ontem (segunda-feira)", afirmou Erdogan, segundo a agência de notícias Anadolu. Segundo o chefe de Estado, isso aconteceu "após consultas". No entanto, Erdogan não especificou à que consultas estaria se referindo.


Nesta segunda-feira, o líder turco discutiu a situação em Afrin durante conversa telefônica com seus homólogos russo e iraniano, Vladimir Putin e Hassan Rouhani.

Erdogan também afirmou que as milícias pró-governo que tentaram entrar em Afrin nesta terça-feira, e que foram repelidas pelas tropas turcas, o fizeram por iniciativa própria.

"A milícia síria decidiu entrar em Afrin por conta própria. Isso é inaceitável e não ficará sem resposta", alertou Erdogan.

Anteriormente, a imprensa infor…

Kiev recebe armas letais de vários países europeus

O recém-indicado embaixador da Ucrânia para os Estados Unidos, Valeriy Chaly, afirmou que a Ucrânia mantém cooperação técnico-militar em vários níveis com mais de dez países europeus.


Sputnik


Deputy Head of the Ukrainian Presidential Administration Valery Chaly addresses a briefing in Kiev
Valeriy Chaly © Sputnik/ Mikhail Markiv

A Ucrânia recebe armas — inclusive letais — de mais de dez países europeus, afirmou nesta sexta-feira o recém-indicado embaixador do país para os EUA, Valeriy Chaly.

"Estamos recebendo armas, inclusive armas letais, e ninguém pode impedir uma Ucrânia soberana de fazer isto. Outra coisa é que não costumamos divulgar a lista de países (que fornecem armas), mas há mais de dez países apenas na Europa. Temos vários níveis de cooperação técnico-militar com eles, e neste momentos estamos desenvolvendo essas relações", disse Chaly segundo o jornal ucraniano Mirror Weekly.


Postar um comentário