Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Mais de 900 militares da OTAN se reúnem na Espanha

Mais de 900 militares da OTAN se reúnem de hoje até sexta-feira, em Valência, para desenvolver a Conferência Final de Coordenação das manobras Trident Juncture 2010, que terão participação de mais de 30 mil soldados de 30 países.


Sputnik

De 21 de outubro a 6 de novembro, a OTAN vai realizar em Espanha, Portugal e Itália as manobras “mais potentes, mais importantes e de maior qualidade e quantidade da Aliança desde o Afeganistão”, apontou na última quinta-feira o ministro da Defesa da Espanha, Pedro Morenés, durante a apresentação da operação militar. 


Ministro de Defensa español, Pedro Morenés, asiste a la reunión en Cumbre de ministros de Defensa en Túnez
Ministro da Defesa da Espanha, Pedro Morenés © REUTERS/ Zoubeir Souissi

O Quartel General da OTAN de Bétera, em Valência, afirmou nesta segunda-feira, em comunicado, que o exercício acontecerá em duas fases.

A primeira, de 3 a 16 de outubro, se concentrará em exercício de posts de comando, para certificar a Força de Resposta da OTAN que será liderada pela Espanha em 2016.

A Espanha assumirá, com sede em Bétera, o comando da força terrestre. A força de reação que contará com três brigadas multinacionais poderá atuar como “ponta de lança” da OTAN na Espanha.

A segunda fase, de 21 de outubro a 6 de novembro, servirá para realizar uma operação conjunta por terra, mar e ar na chamada iniciativa de Forças Conectadas, lançada pela OTAN para garantir “a interoperabilidade de suas unidades.”

Ao longo do exercício, também será testado o novo conceito de Força de Disponibilidade Muito Alta (VJTF, na sigla em inglês). Em 2016, a VJTF contará com uma brigada espanhola e vários batalhões de nações aliadas sob o comando o Quartel General do Corpo de Resposta Rápida da Aliança, com sede em Bétera.



Postar um comentário