Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Países muçulmanos reconhecem Jerusalém como capital do Estado da Palestina

Os países da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) acordaram nesta quarta-feira reconhecer Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidaram as outras nações a fazer o mesmo, em resposta à decisão dos EUA de declarar Jerusalém como capital de Israel.
EFE

"Declaramos Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidamos todos os países a reconhecer o Estado da Palestina com Jerusalém Oriental como sua capital ocupada", indica a minuta da declaração preparada nesta quarta-feira em Istambul por esta organização, formada por 57 países de maioria muçulmana.


A OCI, formada por 57 países de maioria muçulmana, inclui desde sua fundação em 1969 a Palestina como membro pleno, com sua capital em Jerusalém.

O documento, apresentado pelos "reis, chefes de Estado e de Governo dos Estados membros da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)", apresenta em 23 pontos a postura do mundo muçulmano perante a decisão dos EUA.

Nesse texto, a OCI &quo…

Mais de 900 militares da OTAN se reúnem na Espanha

Mais de 900 militares da OTAN se reúnem de hoje até sexta-feira, em Valência, para desenvolver a Conferência Final de Coordenação das manobras Trident Juncture 2010, que terão participação de mais de 30 mil soldados de 30 países.


Sputnik

De 21 de outubro a 6 de novembro, a OTAN vai realizar em Espanha, Portugal e Itália as manobras “mais potentes, mais importantes e de maior qualidade e quantidade da Aliança desde o Afeganistão”, apontou na última quinta-feira o ministro da Defesa da Espanha, Pedro Morenés, durante a apresentação da operação militar. 


Ministro de Defensa español, Pedro Morenés, asiste a la reunión en Cumbre de ministros de Defensa en Túnez
Ministro da Defesa da Espanha, Pedro Morenés © REUTERS/ Zoubeir Souissi

O Quartel General da OTAN de Bétera, em Valência, afirmou nesta segunda-feira, em comunicado, que o exercício acontecerá em duas fases.

A primeira, de 3 a 16 de outubro, se concentrará em exercício de posts de comando, para certificar a Força de Resposta da OTAN que será liderada pela Espanha em 2016.

A Espanha assumirá, com sede em Bétera, o comando da força terrestre. A força de reação que contará com três brigadas multinacionais poderá atuar como “ponta de lança” da OTAN na Espanha.

A segunda fase, de 21 de outubro a 6 de novembro, servirá para realizar uma operação conjunta por terra, mar e ar na chamada iniciativa de Forças Conectadas, lançada pela OTAN para garantir “a interoperabilidade de suas unidades.”

Ao longo do exercício, também será testado o novo conceito de Força de Disponibilidade Muito Alta (VJTF, na sigla em inglês). Em 2016, a VJTF contará com uma brigada espanhola e vários batalhões de nações aliadas sob o comando o Quartel General do Corpo de Resposta Rápida da Aliança, com sede em Bétera.



Postar um comentário