Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Rússia apresenta plataforma de combate robotizada (vídeo)

O Exército russo apresentou seu novo robô polivalente de combate, apelidado Platform-M, na cidade de Sevastopol da Crimeia, sede da Frota russa do Mar Negro. O equipamento é um sistema robótico sofisticado controlado remotamente e que leva fuzis de assalto Kalashnikov e quatro lançadores de granadas.


Sputnik

Desenvolvido pelo Instituto Tecnológico de Pesquisa para o Progresso Científico da Rússia, a plataforma foi projetada para realizar reconhecimento, patrulha, transporte de carga e missões de combate. O robô Platform-M, cujo custo deve ser pequeno, pode reunir inteligência, atacar alvos fixos e móveis, fornecer suporte a ataques e proteger instalações militares.




O sistema já passou por testes experimentais, com a primeira grupo de módulos produzidos entrando em serviço rapidamente. Os robôs foram utilizados exercícios militares da Frota do Mar Negro pela primeira vez em junho de 2014 perto de Kaliningrado.

A Rússia também está desenvolvendo uma outra plataforma robótica mais poderosa, que será capaz de operar a 10 milhas de seu centro de controle. A expectativa é que esta seja equipada com metralhadoras de grosso calibre e lançadores de granadas.




Postar um comentário