Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Rússia apresenta plataforma de combate robotizada (vídeo)

O Exército russo apresentou seu novo robô polivalente de combate, apelidado Platform-M, na cidade de Sevastopol da Crimeia, sede da Frota russa do Mar Negro. O equipamento é um sistema robótico sofisticado controlado remotamente e que leva fuzis de assalto Kalashnikov e quatro lançadores de granadas.


Sputnik

Desenvolvido pelo Instituto Tecnológico de Pesquisa para o Progresso Científico da Rússia, a plataforma foi projetada para realizar reconhecimento, patrulha, transporte de carga e missões de combate. O robô Platform-M, cujo custo deve ser pequeno, pode reunir inteligência, atacar alvos fixos e móveis, fornecer suporte a ataques e proteger instalações militares.




O sistema já passou por testes experimentais, com a primeira grupo de módulos produzidos entrando em serviço rapidamente. Os robôs foram utilizados exercícios militares da Frota do Mar Negro pela primeira vez em junho de 2014 perto de Kaliningrado.

A Rússia também está desenvolvendo uma outra plataforma robótica mais poderosa, que será capaz de operar a 10 milhas de seu centro de controle. A expectativa é que esta seja equipada com metralhadoras de grosso calibre e lançadores de granadas.




Postar um comentário

Postagens mais visitadas