Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

Rússia desenvolve lançadores de mísseis multifunção e novos destróieres antiaéreos

Rússia está desenvolvendo um lançador de mísseis multifunção para equipar navios de última geração da Marinha russa. A informação foi divulgada pelo chefe Technodynamika, uma subsidiária da estatal Rostec, Maxim Kuzyuk, à RIA Novosti.


Sputnik

Os lançadores multifunção da Technodynamika tornarão possível lançar mísseis de diferentes classes a partir de um único tubo de lançamento. Um equipamento semelhante é utilizado nos navios da OTAN que possuem o sistema de combate Aegis.


Classe Sovremennyy

“Já concluímos o trabalho ‘preplanning’ para criar os lançadores multifunções para diferentes tipos de mísseis”, disse Kuzyuk, acrescentando que a questão da implantação dos novos sistemas de mísseis superfície-ar Shtil-1 foi abordada.

Anteriormente, foi divulgado que a Rússia estava desenvolvendo uma nova classe de destróieres antiaéreos, conhecido como Líder. A Marinha russa prevê operar 12 navios desta classe em 2025. Estas embarcações serão movidas a energia nuclear, deverão ser equipadas com mais de 200 e substituirão os destróieres da classe Sovremennyy e da classe Udaloy I e os cruzadores da classe Slava.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas