Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Rússia desenvolve lançadores de mísseis multifunção e novos destróieres antiaéreos

Rússia está desenvolvendo um lançador de mísseis multifunção para equipar navios de última geração da Marinha russa. A informação foi divulgada pelo chefe Technodynamika, uma subsidiária da estatal Rostec, Maxim Kuzyuk, à RIA Novosti.


Sputnik

Os lançadores multifunção da Technodynamika tornarão possível lançar mísseis de diferentes classes a partir de um único tubo de lançamento. Um equipamento semelhante é utilizado nos navios da OTAN que possuem o sistema de combate Aegis.


Classe Sovremennyy

“Já concluímos o trabalho ‘preplanning’ para criar os lançadores multifunções para diferentes tipos de mísseis”, disse Kuzyuk, acrescentando que a questão da implantação dos novos sistemas de mísseis superfície-ar Shtil-1 foi abordada.

Anteriormente, foi divulgado que a Rússia estava desenvolvendo uma nova classe de destróieres antiaéreos, conhecido como Líder. A Marinha russa prevê operar 12 navios desta classe em 2025. Estas embarcações serão movidas a energia nuclear, deverão ser equipadas com mais de 200 e substituirão os destróieres da classe Sovremennyy e da classe Udaloy I e os cruzadores da classe Slava.


Postar um comentário