Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Rússia testará novo avião de transporte militar até o final do ano

Il-112V deverá substituir modelos soviéticos An-24 e An-26, considerados obsoletos.
Nikolai Litôvkin | Russia Beyond

A nova aeronave de transporte militar Il-112V completou os testes de fábrica e está sendo preparada para o primeiro voo, que está previsto para o final de 2018.


Caso os testes sejam bem sucedidos, o Il-112V substituirá nas Forças Armadas russas os modelos An-24 e An-26, desenvolvidos no início dos anos 1960.

O Ilyushin Il-112 é um avião de transporte militar leve de asa alta que está sendo desenvolvido pela Ilyushin Aviation Complex para transporte de cargas militares, equipamentos e pessoal.

Sua capacidade de carga máxima "útil" a bordo será de até cinco toneladas.

Os projetistas pretendem desenvolver duas versões do avião: uma com hangares estendidos para o transporte de equipamentos militares, carga e soldados; e outra, civil, para o transporte de passageiros e carga leve.

O Il-112V é um monoplano com configuração aerodinâmica tradicional e dois poderosos motores…

Rússia desenvolve lançadores de mísseis multifunção e novos destróieres antiaéreos

Rússia está desenvolvendo um lançador de mísseis multifunção para equipar navios de última geração da Marinha russa. A informação foi divulgada pelo chefe Technodynamika, uma subsidiária da estatal Rostec, Maxim Kuzyuk, à RIA Novosti.


Sputnik

Os lançadores multifunção da Technodynamika tornarão possível lançar mísseis de diferentes classes a partir de um único tubo de lançamento. Um equipamento semelhante é utilizado nos navios da OTAN que possuem o sistema de combate Aegis.


Classe Sovremennyy

“Já concluímos o trabalho ‘preplanning’ para criar os lançadores multifunções para diferentes tipos de mísseis”, disse Kuzyuk, acrescentando que a questão da implantação dos novos sistemas de mísseis superfície-ar Shtil-1 foi abordada.

Anteriormente, foi divulgado que a Rússia estava desenvolvendo uma nova classe de destróieres antiaéreos, conhecido como Líder. A Marinha russa prevê operar 12 navios desta classe em 2025. Estas embarcações serão movidas a energia nuclear, deverão ser equipadas com mais de 200 e substituirão os destróieres da classe Sovremennyy e da classe Udaloy I e os cruzadores da classe Slava.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas