Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Rússia desenvolve sistema de comunicação inédito para futuros caças

Engenheiros russos estão desenvolvendo um sistema de comunicação sem igual para a próxima geração de caças bombardeiros PAK DA, que conseguirão realizar análises, promover mudanças e alterar seus modos de operação, informou à Sputnik um representante da empresa russa United Instrument Manufacturing Corporation (UIMC).


Sputnik

O sistema de comunicação será produzido domesticamente, de acordo com a UIMC, que faz parte da corporação estatal russa Rostec.


A PAK FA T-50 fighter jet
Sukhoi T-50 © Sputnik/ Alexey Filippov

“O novo hardware é feito para fornecer comunicações robustas com o caça bombardeiro independentemente de alcance e sob as condições mais extremas, inclusive quando houver interferência”, afirmou a fonte da UIMC, que disse ainda que os sistemas terão dois novos recursos — comunicação segura e rádio cognitivo.

O sistema é capaz de analisar suas condições de funcionamento e fazer ajustes baseado no diagnóstico. Além disso, é capaz de transmitir dados sem que a informação seja captada por scanners inimigos.

“O sistema de antena da aeronave é desenvolvido a partir do conceito de ‘pele inteligente “, afirmou a fonte. Segundo ela, o revestimento do caça ajudará a melhorar sua aerodinâmica e sua capacidade furtiva.

A expectativa é que os caças bombardeiros PAK DA, baseados no Tupolev Tu-160, passem a integrar as forças russas em 2023. Há quem diga que a aeronave pode ser equipada com armas hipersônicas. O avião também deve trazer alguns equipamentos dos caças PAK FA de quinta geração.


Postar um comentário