Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: exército sírio parou de avançar para Afrin

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as tropas do governo sírio deixaram de avançar para a cidade de Afrin "após consultas", realizadas pelo líder turco nesta segunda-feira.
Sputnik

As tropas do governo sírio "foram realmente detidas ontem (segunda-feira)", afirmou Erdogan, segundo a agência de notícias Anadolu. Segundo o chefe de Estado, isso aconteceu "após consultas". No entanto, Erdogan não especificou à que consultas estaria se referindo.


Nesta segunda-feira, o líder turco discutiu a situação em Afrin durante conversa telefônica com seus homólogos russo e iraniano, Vladimir Putin e Hassan Rouhani.

Erdogan também afirmou que as milícias pró-governo que tentaram entrar em Afrin nesta terça-feira, e que foram repelidas pelas tropas turcas, o fizeram por iniciativa própria.

"A milícia síria decidiu entrar em Afrin por conta própria. Isso é inaceitável e não ficará sem resposta", alertou Erdogan.

Anteriormente, a imprensa infor…

Sistema russo bloqueará sinais de satélite e desligará mísseis inimigos

O diretor-adjunto da Concern Tecnologias Radio-Electrônicas, Yuri Maevskiy, anunciou que engenheiros russos estão trabalhando em um novo sistema de supressão de sinais que poderiam bloquear mísseis de cruzeiro e comunicação de satélites.


Sputnik


Surveillance Satellite
© flickr.com/ US Air Force

Segundo ele, o novo sistema de alta tecnologia será capaz de desligar mísseis de cruzeiro e outras armas de alta precisão, bem como bloquear os sinais de satélites militares estrangeiros. O equipamento será instalado no chão, no mar ou no ar. No entanto, não está prevista uma variante baseada no espaço porque isso violaria tratados internacionais.

O sistema de supressão de sinais será parte da defesa aérea e do escudo contra mísseis balísticos da Rússia. O equipamento estará pronto para testes no final do ano.


Postar um comentário