Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia quer ajudar Iraque a combater curdos em Kirkuk

A Turquia informou nesta segunda-feira que estava pronta para ajudar o governo iraquiano a expulsar os combatentes curdos da cidade de Kirkuk, informou AFP.
Sputnik

Ancara teme que a eventual independência do Curdistão iraquiano pode desencadear movimentos semelhantes entre a população curda na Turquia e saudou a operação das forças iraquianas para expulsar as forças do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de Kirkuk.


"Estamos prontos para qualquer forma de cooperação com o governo iraquiano de modo a acabar com a presença do PKK no território do Iraque", disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

O Conselho de Segurança Nacional do Iraque afirmou neste domingo que considerará a presença de militares curdos em Kirkuk como um "declaração de guerra".

Na segunda-feira, as forças iraquianas tomaram amplos territórios nos arredores da cidade, bem como uma base militar, um aeroporto e um campo petrolífero.

Em 2014, as tropas peshmerga curdas …

Sobe para cinco o número de mortos em atentado nos EUA

Correio do Brasil, com Reuters - de Chattanooga, Tennessee, EUA

Um suboficial da Marinha dos Estados Unidos morreu após ser ferido em um tiroteio nessa semana em Chattanooga, no Estado do Tennessee, disse a Marinha norte-americana neste sábado, elevando para cinco o número de pessoas assassinadas no atentado.


Um novo atentado contra militares norte-americanos deixou o país perplexoUm novo atentado contra militares norte-americanos deixou o país perplexo

O atirador suspeito, o kuwaitiano naturalizado nos EUA Mohammod Youssuf Abdulazeez, também morreu em uma troca de tiros com a polícia após os ataques contra um escritório de recrutamento militar e um centro de treinamento.

O breve comunicado da Marinha não identificou o suboficial morto ou forneceu sua idade e origem.

A avó da vítima, no entanto, o identificou como o suboficial de segunda classe Randall Smith, de Paulding, no Estado de Ohio, que deixou para trás esposa e três filhas pequenas. “Ele era um jovem fabuloso”, disse Derlene Proxmire à agência inglesa de notícias Reuters.

Quatro fuzileiros navais dos EUA também foram mortos no incidente e outras duas pessoas, um fuzileiro naval e um policial, ficaram feridas.

Passadas pouco mais de 24 horas após o tiroteio, a Agência Federal de Investigação norte-americana (FBI, na sigla em inglês) disse que continua a investigar o ataque como um ato de terrorismo, acrescentando ser “prematuro” especular suas motivações.


Postar um comentário