Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Sobe para cinco o número de mortos em atentado nos EUA

Correio do Brasil, com Reuters - de Chattanooga, Tennessee, EUA

Um suboficial da Marinha dos Estados Unidos morreu após ser ferido em um tiroteio nessa semana em Chattanooga, no Estado do Tennessee, disse a Marinha norte-americana neste sábado, elevando para cinco o número de pessoas assassinadas no atentado.


Um novo atentado contra militares norte-americanos deixou o país perplexoUm novo atentado contra militares norte-americanos deixou o país perplexo

O atirador suspeito, o kuwaitiano naturalizado nos EUA Mohammod Youssuf Abdulazeez, também morreu em uma troca de tiros com a polícia após os ataques contra um escritório de recrutamento militar e um centro de treinamento.

O breve comunicado da Marinha não identificou o suboficial morto ou forneceu sua idade e origem.

A avó da vítima, no entanto, o identificou como o suboficial de segunda classe Randall Smith, de Paulding, no Estado de Ohio, que deixou para trás esposa e três filhas pequenas. “Ele era um jovem fabuloso”, disse Derlene Proxmire à agência inglesa de notícias Reuters.

Quatro fuzileiros navais dos EUA também foram mortos no incidente e outras duas pessoas, um fuzileiro naval e um policial, ficaram feridas.

Passadas pouco mais de 24 horas após o tiroteio, a Agência Federal de Investigação norte-americana (FBI, na sigla em inglês) disse que continua a investigar o ataque como um ato de terrorismo, acrescentando ser “prematuro” especular suas motivações.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas