Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

PropHiper - Mais rápido do que uma bala

Pesquisadores brasileiros desenvolvem veículo aéreo que se deslocará em velocidade hipersônica
DefesaNet

Se tudo correr como planejado, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizará dentro de dois anos o ensaio em voo do primeiro motor aeronáutico hipersônico feito no país. O teste integra um projeto mais amplo cujo objetivo é dominar o ciclo de desenvolvimento de veículos hipersônicos, que voam, no mínimo, a cinco vezes a velocidade do som, ou Mach 5.
Mach é uma unidade de medida de velocidade correspondente a cerca de 1.200 quilômetros por hora (km/h). O programa é coordenado pelo Instituto de Estudos Avançados (IEAv), um dos centros de pesquisa do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da FAB, em parceria com a empresa Orbital Engenharia, ambos de São José dos Campos (SP).

Além do motor hipersônico, o projeto Propulsão Hipersônica 14-X (PropHiper), iniciado em 2006, prevê a construção de um veículo aéreo não tripulado (VANT), onde o motor será instalado. Batizado de 14-X, …

Submarino encontrado perto do litoral sueco pode ser dos tempos do Império Russo

Os mergulhadores encontraram no casco do navio uma inscrição que permite supor que o submarino é dos tempos do Império Russo. Numa das fotos é visível a letra “Ъ” no fim da palavra, o que corresponde às normas da ortografia antes da Revolução de 1917.


Sputnik

Além disso, o submarino é parecido, pela sua cúpula peculiar, com o submarino Som que naufragou em 1916 naquela área. Além disso, segundo frisam especialistas, o local do descobrimento dele fica perto do lugar do suposto naufrágio do submarino imperial russo.


Submarino Som dos tempos do Império Russo
Submarino Som © Foto: tsushima.su

É de notar que, algumas horas depois da descoberta do submarino, foram publicadas fotos do Som no fórum Flashback, escreve o jornal sueco Fria Tider.

Devido ao início da Guerra Russo-Japonesa, o Império Russo teve de fortalecer rapidamente a sua frota. Em alguns casos a Rússia foi forçada de comprar modelos estrangeiros. Em 1904, a Rússia adquiriu um submarino Fulton do projeto Holland-VIIR, inaugurado em 1901. Recebeu o nome de Som e, na base dele, foram construídos mais alguns submarinos. Após o fim da Guerra Russo-Japonesa o submarino foi transferido para a frota do Mar Negro e, depois disso, para a Frota do Báltico.

Em 10 de maio 1916, às 04h00, o Som, que patrulhava o golfo de Bótnia, afundou-se após colisão com o navio sueco Ångermanland. Segundo disse o capitão do navio, ele viu o periscópio do submarino à distância de 150 metros. O submarino estava indo em rota paralela, mas depois virou em direção ao navio. O capitão pensou que o navio iria ser inspecionado e diminui a velocidade. O periscópio desapareceu debaixo da água e o submarino colidiu com o navio. O mencionado submarino nunca mais apareceu na superfície. A bordo do submarino seguiam 18 tripulantes – todos morreram.

Em 27 de julho o time de exploradores  Ocean X Team anunciou a descoberta de um pequeno submergível que naufragou em águas suecas

Ainda é cedo para tirar conclusões definitivas, mas ontem provavelmente foi encontrado um submarino do início do século XX e não um submarino moderno da Marinha russa, como transmitiu a imprensa sueca.

Nesta segunda-feira (27), o time de exploradores conhecido como Ocean X Team anunciou a descoberta de um pequeno submergível que naufragou em águas suecas. Baseado puramente em "caracteres cirílicos", o submarino está sendo rotulado como pertencente à Marinha russa.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas