Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Submarino encontrado perto do litoral sueco pode ser dos tempos do Império Russo

Os mergulhadores encontraram no casco do navio uma inscrição que permite supor que o submarino é dos tempos do Império Russo. Numa das fotos é visível a letra “Ъ” no fim da palavra, o que corresponde às normas da ortografia antes da Revolução de 1917.


Sputnik

Além disso, o submarino é parecido, pela sua cúpula peculiar, com o submarino Som que naufragou em 1916 naquela área. Além disso, segundo frisam especialistas, o local do descobrimento dele fica perto do lugar do suposto naufrágio do submarino imperial russo.


Submarino Som dos tempos do Império Russo
Submarino Som © Foto: tsushima.su

É de notar que, algumas horas depois da descoberta do submarino, foram publicadas fotos do Som no fórum Flashback, escreve o jornal sueco Fria Tider.

Devido ao início da Guerra Russo-Japonesa, o Império Russo teve de fortalecer rapidamente a sua frota. Em alguns casos a Rússia foi forçada de comprar modelos estrangeiros. Em 1904, a Rússia adquiriu um submarino Fulton do projeto Holland-VIIR, inaugurado em 1901. Recebeu o nome de Som e, na base dele, foram construídos mais alguns submarinos. Após o fim da Guerra Russo-Japonesa o submarino foi transferido para a frota do Mar Negro e, depois disso, para a Frota do Báltico.

Em 10 de maio 1916, às 04h00, o Som, que patrulhava o golfo de Bótnia, afundou-se após colisão com o navio sueco Ångermanland. Segundo disse o capitão do navio, ele viu o periscópio do submarino à distância de 150 metros. O submarino estava indo em rota paralela, mas depois virou em direção ao navio. O capitão pensou que o navio iria ser inspecionado e diminui a velocidade. O periscópio desapareceu debaixo da água e o submarino colidiu com o navio. O mencionado submarino nunca mais apareceu na superfície. A bordo do submarino seguiam 18 tripulantes – todos morreram.

Em 27 de julho o time de exploradores  Ocean X Team anunciou a descoberta de um pequeno submergível que naufragou em águas suecas

Ainda é cedo para tirar conclusões definitivas, mas ontem provavelmente foi encontrado um submarino do início do século XX e não um submarino moderno da Marinha russa, como transmitiu a imprensa sueca.

Nesta segunda-feira (27), o time de exploradores conhecido como Ocean X Team anunciou a descoberta de um pequeno submergível que naufragou em águas suecas. Baseado puramente em "caracteres cirílicos", o submarino está sendo rotulado como pertencente à Marinha russa.



Postar um comentário