Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Cerimônia marca recebimento de mais duas aeronaves SH-16 ‘Seahawk’ para a MB

Poder Naval

Uma cerimônia de recebimento dos Helicópteros S-70B da Marinha do Brasil (MB) foi realizada no dia 27 de julho, na empresa Sikorsky Aircraft Corporation, na cidade Norte-Americana de West Palm Beach. As duas aeronaves (designadas na MB como SH-16) pertencem ao segundo lote das seis adquiridas pela Marinha para repor os antigos SH-3 A/B e, além da capacidade antissubmarino, podem atuar em ações antissuperfície.




O Programa contou com a participação do Foreign Military Sales (FMS), órgão do Departamento de Defesa dos Estados Unidos responsável por intermediar compras de equipamentos militares. Ainda está prevista até 2019 a entrega de um simulador de voo e de missão, que trará uma contribuição significativa ao adestramento, economia e à segurança de voo.

Estiveram presentes à cerimônia o Diretor de Aeronáutica da Marinha, Contra-Almirante Carlos Frederico Carneiro Primo; o Adido Naval nos Estados Unidos da América e Canadá, Contra-Almirante José Roberto Bueno Junior; o Vice-Presidente da Empresa Sikorsky, Bob Kokorda; o Gerente do Programa PMA-299, Capitão-de-Mar-e-Guerra (US Navy) Craig D. Grubb; e o Encarregado do Grupo de Fiscalização e Recebimento, Capitão-de-Mar-e-Guerra Gunther Otto Diehl Junior.

O recebimento destas duas aeronaves, acrescidas às quatro que já estão em operação, ampliará a capacidade de realizar tarefas de detecção, localização, acompanhamento, identificação e ataque a alvos de superfície e submarinos, além de ações de busca e salvamento e reforçará a presença da MB em toda a “Amazônia Azul”.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas