Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

EUA implantam seis aviões F-16 na base aérea na Turquia

Os Estados Unidos instalaram meia dúzia de aviões F-16 na sua base turca argumentando a necessidade de ajuda às operações de combate ao grupo terrorista Estado Islâmico. A informação correspondente foi divulgada neste domingo (9) pela missão norte-americana na OTAN.


Sputnik

Os EUA já haviam usado a base, Incirlik, para realizar ataques aéreos de drones contra alvos do Estado Islâmico na Síria, como parte da sua campanha contra o terrorismo.


Caça F-16
© Sputnik/ Alexander Kovalev

"Seis aviões F-16 Fighting Falcon da Força Aérea dos EUA foram instalados na base aérea de Incirlik para apoiar a luta contra Estado Islâmico."

Segundo foi divulgado no comunicado de imprensa da missão, "A Força Aérea dos EUA instalou um pequeno destacamento de seis aviões F-16 Fighting Falcon, equipamento de apoio e cerca de 300 soldados na base aérea de Incirlik, Turquia, para apoiar a operação Inherent Resolve (Resolução Inerente – ed.)."

Segundo o comunicado, o destacamento é proveniente da base aérea de Aviano (31st Fighter Wing), em Itália.

A mídia relata também que cerca de 30 outros caças norte-americanos devem chegar nos próximos dias com o mesmo objetivo de participar na operação contra os terroristas.

A coalizão internacional liderada pelos EUA está realizando uma operação militar contra os terroristas do Estado Islâmico, não obstante as vítimas entre população civil. Só durante um ano aproximadamente o número de vítimas já atingiu 450. Nem os EUA, nem organizações internacionais divulgam dados oficiais de civis mortos e mesmo não as reconhecem.

Enquanto isso, o presidente russo, Vladimir Putin, apresentou um plano de neutralização dos islamitas, que muitos já apoiaram. O plano prevê a criação de uma ampla coalizão com a participação dos exércitos sírio e iraquiano, dos curdos e de outros países da região.



Postar um comentário