Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Forças independentistas denunciam 79 violações da trégua em Donetsk

Os militares ucranianos realizaram cerca de 80 bombardeios dentro do território da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) no dia anterior, informou neste sábado (1) um porta-voz do Ministério da Defesa da RPD.


Sputnik

O porta-voz indicou que ao atacar as posições das forças independentistas, os militares ucranianos utilizaram armamento leve, tanques e lançadores de granadas.


Soldados ucranianos posicionados na vila de Zaytseve na região de Donetsk, 29 de julho de 2015.
Soldados ucranianos na vila de Zaytsev, em Donetsk © AFP 2015/ Anatolii Stepanov

"Os atentados por parte dos soldados ucranianos se intensificaram consideravelmente nas últimos 24 horas, foram detectadas 79 violações da trégua", disse, citado pela agência de notícias de Donetsk.

As autoridades da Ucrânia lançaram uma operação militar em abril de 2014 nas províncias de Donetsk e Lugansk com o objetivo de reprimir as ondas de indignação que se sucederam à violenta mudança do poder no país em fevereiro daquele ano.

Após vários meses de hostilidades, foi acordado em Donbass um cessar-fogo que atualmente está em vigor, e que foi negociado pelos representantes da Rússia, da Ucrânia e da OSCE, e adotado em 12 de fevereiro na cidade de Minsk.

Todavia, ambas as partes envolvidas no conflito relatam constantes violações da trégua.

De acordo com os dados da ONU, as hostilidades já geraram um saldo de mais de 6.800 mortos e quase 17.100 feridos.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas