Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares norte-americanos acreditam que EUA entrarão em guerra

Quase metade do Exército dos EUA está confiante de que durante o ano de 2019 seu país estará envolvido em um grave conflito armado, de acordo com o Military Times.
Sputnik

Segundo uma pesquisa recente, 46% dos participantes não duvidam que o confronto militar ocorrerá no próximo ano.


A título de comparação, em 2017, apenas 5% dos militares dos EUA esperavam um conflito armado, enquanto 50% descartaram um cenário de guerra e 4% não responderam.

Quanto aos inimigos mais prováveis, os soldados dos EUA mencionaram principalmente a Rússia e a China. Respectivamente, 72% e 69% dos entrevistados escolheram esses dois países.

Além disso, cerca de 57% estão preocupados com a presença de extremistas islâmicos nos Estados Unidos. Em particular, 48% destacaram uma possível ameaça por parte dos grupos terroristas Daesh e Al Qaeda (proibidos na Rússia e em outros países).

Helicópteros chineses ameaçarão supremacia submarina dos EUA

Os esforços de Pequim para desenvolver seus veículos aéreos antissubmarinos poderiam significar o fim da supremacia submarina dos Estados Unidos, opina Lyle Goldstein, especialista em política de segurança chinesa, citado pelo jornal The National Interest.


Sputnik

Goldstein destacou os novos helicópteros com componentes de guerra antissubmarina Z-18F — uma versão modificada do Z-8 e do Z-20, frequentemente comparado com o Sikorsky UH-60 Black Hawk.


Changhe Z-18

O Changhe Z-18F e o Harbin Z-20 "estão em um desenvolvimento que pode ser priorizado", destacou.

"Ainda que o Z-18F possa assumir grande parte das missões de guerra antissubmarina, existe a necessidade por um helicóptero robusto multitarefa capaz de decolar da crescente flotilha chinesa de modernas fragatas e contratorpedeiros médios", afirmou.

Harbin Z-20

Especialistas acreditam que esse novo modelo está em fase de testes e, segundo o analista militar Li Xiaojian, citado pelo China Times, começará a ser produzido em 2018.

Goldstein afirmou também que o arsenal antissubmarino da China incluirá o avião de patrulha marítima Gaoxin-6 e drones.

Gaoxin-6


Postar um comentário

Postagens mais visitadas