Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Helicópteros chineses ameaçarão supremacia submarina dos EUA

Os esforços de Pequim para desenvolver seus veículos aéreos antissubmarinos poderiam significar o fim da supremacia submarina dos Estados Unidos, opina Lyle Goldstein, especialista em política de segurança chinesa, citado pelo jornal The National Interest.


Sputnik

Goldstein destacou os novos helicópteros com componentes de guerra antissubmarina Z-18F — uma versão modificada do Z-8 e do Z-20, frequentemente comparado com o Sikorsky UH-60 Black Hawk.


Changhe Z-18

O Changhe Z-18F e o Harbin Z-20 "estão em um desenvolvimento que pode ser priorizado", destacou.

"Ainda que o Z-18F possa assumir grande parte das missões de guerra antissubmarina, existe a necessidade por um helicóptero robusto multitarefa capaz de decolar da crescente flotilha chinesa de modernas fragatas e contratorpedeiros médios", afirmou.

Harbin Z-20

Especialistas acreditam que esse novo modelo está em fase de testes e, segundo o analista militar Li Xiaojian, citado pelo China Times, começará a ser produzido em 2018.

Goldstein afirmou também que o arsenal antissubmarino da China incluirá o avião de patrulha marítima Gaoxin-6 e drones.

Gaoxin-6


Postar um comentário