Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Índia cancela programa MMRCA mas competição deve ser retomada

Poder Aéreo

O programa indiano MMRCA de caças, avaliado em US$ 20 bilhões, foi finalmente encerrado pelo governo indiano. Apesar do Rafale ter sido declarado o vencedor em 2012, indianos e franceses não conseguiram chegar a um acordo para a assinatura do contrato.


India_MMRCA-61021-700x398

Em abril deste ano Nova Delhi decidiu comprar apenas 36 caças Rafale de prateleira, sem transferência de tecnologia.

A Índia planejava comprar 126 caças para subsituir seus velhos MiG-21, MiG-27 e Jaguar. De acordo com o planejamento, 108 aviões seriam montados na Índia e 18 importados.

Os 36 aviões Rafale vão cobrir apenas parte da lacuna de caças e por isso uma nova concorrência deve ser retomada, segundo fontes indianas.

Os antigos concorrentes devem retornar com novas capacidades e novos preços.



Postar um comentário