Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Irã pode trocar petróleo por caças chineses

O Irã supostamente irá permitir à China explorar o seu maior campo petrolífero por duas décadas em troca de 24 caças chineses da quinta geração Chengdu J-10 no quadro de um acordo de montante estimado de um milhão de dólares, diz o jornal taiwanês Want Daily.


Sputnik

Se ambos os países concordarem que o acordo é um fato consumado, e nenhum deles fez isso até o momento, o Irã será o segundo país a operar a versão de exportação do J-10. Em 2009 Pequim vendeu 36 caças J-10B ao Paquistão por 1.4 bilhões de dólares, sublinha Watch China Times. 




Por ironia do destino, o J-10 pode ser baseado em caças Lavi desenhados pelo Israel e os EUA nos anos oitenta.

O campo petrolífero de Azadegan é situado perto da fronteira com o Iraque e produz cerca de 40 mil barris de petróleo bruto por dia. O campo é operado pela Companhia Nacional Petrolífera Iraniana (NIOC, na sigla em inglês) e segundo relatos é o maio campo descoberto no Irã nos últimos 30 anos.

A China que é o maior importador do petróleo iraniano, não é um novato quando lembrarmos do campo petrolífero de Azadegan.

Em 2009, a Corporação Petrolífera da China (CNPC, na sigla em inglês) assinou um contrato de 2,5 bilhões de dólares com a NIOC para explorar o campo petrolífero de Azadegan do Sul com um projeto de produzir 75 mil barris por dia durante 25 anos, escreve o jornal chinês China Daily. A CNPC posteriormente suspendeu o trabalho no projeto por causa das sanções ocidentais contra o Irã e a expansão da China no que a agência Reuters chamou de “ambientes mais facilmente operados” na África, Ásia, Oriente Médio e América do Norte.

Embora o Irã tenha terminado o acordo em 2014, a CNPC continuou a ser envolvida no desenvolvimento do campo petrolífero do Azadegan do Norte no quadro de acordo de dois bilhões de dólares assinado em 2009. O projeto que durará 12 anos entrara na primeira das suas duas fases em outubro, diz Reuters.


Postar um comentário