Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Estados Unidos elaboram sistema transportável de luta contra drones

A companhia norte-americana Sierra Nevada elaborou uma instalação compacta para luta contra drones que pode ser instalada em picapes e funcionar eficazmente durante o movimento, informa o portal Defense News.
Sputnik

O novo sistema chamado X-Madis pode detectar, identificar e atingir os alvos com meios de guerra eletrônica mesmo em movimento à velocidade de até 80 km/h. Entretanto, para usar o sistema basta um só operador que o poderá dirigir da cabine do veículo, comunica o portal.

Segundo explicaram na companhia, o X-Madis pode ser instalado em várias plataformas móveis, tais como picapes pesadas, veículos todo-o-terreno leves ou barcos.

Além disso, o sistema já foi testado em vários tipos de veículos militares que estão em serviço do exército norte-americano.

O novo dispositivo foi apresentado na exposição SOFIC 2018 que atualmente está sendo realizada em Tampa, no estado norte-americano da Flórida.

Países da Europa Oriental se opõem a retomada do Conselho OTAN-Rússia

A divisão no seio da OTAN está se aprofundando. A Alemanha tem discutido com outros Estados membros da Aliança e chamado para a retomada dos trabalhos do Conselho OTAN-Rússia, contudo, países do leste europeu se opõem fortemente a ideia.


Sputnik

Os países do leste da Europa se mostraram contra a ideia da retomada dos trabalhos do Conselho OTAN-Rússia. A divisão dentro da Aliança é cada vez mais evidente, especialmente após peritos alemães começarem a clamar pela retirada dos mísseis Patriot alemães da Turquia, contrariamente a posição de outros membros da OTAN.


Quartel-general da OTAN em Bruxelas
© Foto: NATO official website

Em coletiva de imprensa, o representante permanente da Alemanha junto à OTAN, Martin Erdmannsaid, disse que o governo alemão tem insistido na retomada das negociações políticas entre a Aliança do Norte e Moscou.

De acordo com Erdmann, muitos membros da OTAN perceberam a falta de um diálogo produtivo com a Rússia como um problema. Todavia o representante não especificou quais países apoiam a posição alemã.

Devido à forte oposição de aliados do leste, a situação poderia permanecer como uma questão de disputa por um longo tempo, visto que a decisão correspondente precisa ser tomada por unanimidade.

O Conselho OTAN-Rússia foi criado em 2002 para engajar Moscou ativamente na cooperação com a Aliança, bem como para reforçar a confiança entre as partes. O Conselho se reuniu pela última vez no nível de diplomatas em junho de 2014.

Desde então, o diálogo entre as partes foi congelado devido às acusações feitas por membros da OTAN acerca da posição russa no conflito ucraniano.


Postar um comentário