Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Polônia abrigará armamentos pesados dos EUA em seu território

Pesados equipamentos militares dos EUA serão mantidos no território da Polônia a partir de meados de 2016, informou a agência Reuters citando como fonte o ministro da Defesa Nacional da Polónia Tomasz Siemoniak.


Sputnik

Este será primeiro caso em que o arsenal militar norte-americano será situado no território de um novo país-membro da OTAN na Europa Oriental e na região do Báltico, e que outrora já foi membro da União Soviética ou esteve sob sua influência direta.


Soldados americanos perto de um sistema antimísseis Patriot em Sochaczew, perto de Varsóvia, Polônia
Soldados norte-americanos e um sistema Patriot próximo a Varsóvia © REUTERS/ Franciszek Mazur/Agencja Gazeta

“Após conversações com nossos parceiros norte-americanos foram selecionados dois locais para o armazenamento de armamentos pesados das Forças Armadas dos EUA, sendo um deles no oeste da Polônia, e outro, na região noroeste do país” – disse Siemoniak.

“De acordo com as nossas previsões, o envio prévio dos equipamentos será realizado em meados de 2016” – destacou o ministro.

Siemoniak, no entanto, não chegou a especificar o tipo exato e o volume dos armamentos a serem enviados para a Polônia, especificando tampouco os locais precisos das bases militares onde os mesmos serão mantidos.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas