Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Polônia abrigará armamentos pesados dos EUA em seu território

Pesados equipamentos militares dos EUA serão mantidos no território da Polônia a partir de meados de 2016, informou a agência Reuters citando como fonte o ministro da Defesa Nacional da Polónia Tomasz Siemoniak.


Sputnik

Este será primeiro caso em que o arsenal militar norte-americano será situado no território de um novo país-membro da OTAN na Europa Oriental e na região do Báltico, e que outrora já foi membro da União Soviética ou esteve sob sua influência direta.


Soldados americanos perto de um sistema antimísseis Patriot em Sochaczew, perto de Varsóvia, Polônia
Soldados norte-americanos e um sistema Patriot próximo a Varsóvia © REUTERS/ Franciszek Mazur/Agencja Gazeta

“Após conversações com nossos parceiros norte-americanos foram selecionados dois locais para o armazenamento de armamentos pesados das Forças Armadas dos EUA, sendo um deles no oeste da Polônia, e outro, na região noroeste do país” – disse Siemoniak.

“De acordo com as nossas previsões, o envio prévio dos equipamentos será realizado em meados de 2016” – destacou o ministro.

Siemoniak, no entanto, não chegou a especificar o tipo exato e o volume dos armamentos a serem enviados para a Polônia, especificando tampouco os locais precisos das bases militares onde os mesmos serão mantidos.



Postar um comentário