Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Rússia faz reforma militar e cria Forças Aeroespaciais

Novo tipo de tropas começou seu serviço no primeiro dia do mês.


Sputnik

Nesta segunda-feira (3), o ministro da Defesa da Federação da Rússia, Sergei Shoigu, disse que a Rússia tem um novo ramo das Forças Armadas desde 1 de agosto. No sábado da semana passada, as Tropas Aeroespaciais entraram em serviço, comandadas pelo coronel-general Viktor Bondarev, ex-comandante-em-chefe da Força Aérea.


Sergei Shoigu, ministro da Defesa da Rússia
Serguei Shoigu, Ministro da Defesa da Rússia © Sputnik/ Russian Defense Ministry

As Tropas Aeroespaciais foram criadas após a unificação das Forças de Defesa Aeroespacial e da Força Aérea, ramos já existentes nas FA russas.

“A criação das Tropas Aeroespaciais, através da fusão da Força Aérea e das Forças de Defesa Aeroespacial é a via ideal de melhorar o sistema da defesa aeroespacial nacional”, disse o ministro Sergei Shoigu em uma teleconferência nesta segunda.

De acordo com Shoigu, a fusão de várias forças em uma só dará ao exército russo a possibilidade de concentrar toda a responsabilidade pela formação e elaboração da política técnico-militar em uma entidade centralizada. Isso irá também aumentar a eficiência da sua implementação e assegurar o desenvolvimento ativo do sistema de defesa aeroespacial do país.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas