Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministro israelense ameaça devolver Líbano à 'Idade da Pedra'

Em entrevista ao portal saudita Elaph, o ministro da Inteligência de Israel, Yisrael Katz, avisou que seu país não hesitará em atacar o Líbano para deter a atividade do grupo xiita libanês Hezbollah, e ameaçou devolver o Líbano à "Idade da Pedra", informou o jornal israelense Haaretz.
Sputnik

Além disso, Katz anunciou que Israel atacará instalações militares do Irã no Líbano: "Temos informações de que o Irã está construindo fábricas de mísseis avançados no Líbano e quero enfatizar que traçamos uma linha vermelha e que não deixaremos que o faça custe o que custar", acrescentou.


Lembrando-se da Segunda Guerra do Líbano em 2006, onde Israel lutou contra o Hezbollah, Katz destacou que os eventos de 11 anos atrás serão um "piquenique" em comparação com o que Israel pode fazer agora.

"Lembro-me de como um ministro saudita disse que devolveria o Hezbollah às suas cavernas no sul do Líbano. Devolveremos o Líbano à Idade da Pedra", declarou o ministro israel…

Rússia faz reforma militar e cria Forças Aeroespaciais

Novo tipo de tropas começou seu serviço no primeiro dia do mês.


Sputnik

Nesta segunda-feira (3), o ministro da Defesa da Federação da Rússia, Sergei Shoigu, disse que a Rússia tem um novo ramo das Forças Armadas desde 1 de agosto. No sábado da semana passada, as Tropas Aeroespaciais entraram em serviço, comandadas pelo coronel-general Viktor Bondarev, ex-comandante-em-chefe da Força Aérea.


Sergei Shoigu, ministro da Defesa da Rússia
Serguei Shoigu, Ministro da Defesa da Rússia © Sputnik/ Russian Defense Ministry

As Tropas Aeroespaciais foram criadas após a unificação das Forças de Defesa Aeroespacial e da Força Aérea, ramos já existentes nas FA russas.

“A criação das Tropas Aeroespaciais, através da fusão da Força Aérea e das Forças de Defesa Aeroespacial é a via ideal de melhorar o sistema da defesa aeroespacial nacional”, disse o ministro Sergei Shoigu em uma teleconferência nesta segunda.

De acordo com Shoigu, a fusão de várias forças em uma só dará ao exército russo a possibilidade de concentrar toda a responsabilidade pela formação e elaboração da política técnico-militar em uma entidade centralizada. Isso irá também aumentar a eficiência da sua implementação e assegurar o desenvolvimento ativo do sistema de defesa aeroespacial do país.



Postar um comentário