Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Rússia faz reforma militar e cria Forças Aeroespaciais

Novo tipo de tropas começou seu serviço no primeiro dia do mês.


Sputnik

Nesta segunda-feira (3), o ministro da Defesa da Federação da Rússia, Sergei Shoigu, disse que a Rússia tem um novo ramo das Forças Armadas desde 1 de agosto. No sábado da semana passada, as Tropas Aeroespaciais entraram em serviço, comandadas pelo coronel-general Viktor Bondarev, ex-comandante-em-chefe da Força Aérea.


Sergei Shoigu, ministro da Defesa da Rússia
Serguei Shoigu, Ministro da Defesa da Rússia © Sputnik/ Russian Defense Ministry

As Tropas Aeroespaciais foram criadas após a unificação das Forças de Defesa Aeroespacial e da Força Aérea, ramos já existentes nas FA russas.

“A criação das Tropas Aeroespaciais, através da fusão da Força Aérea e das Forças de Defesa Aeroespacial é a via ideal de melhorar o sistema da defesa aeroespacial nacional”, disse o ministro Sergei Shoigu em uma teleconferência nesta segunda.

De acordo com Shoigu, a fusão de várias forças em uma só dará ao exército russo a possibilidade de concentrar toda a responsabilidade pela formação e elaboração da política técnico-militar em uma entidade centralizada. Isso irá também aumentar a eficiência da sua implementação e assegurar o desenvolvimento ativo do sistema de defesa aeroespacial do país.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas