Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia quer ajudar Iraque a combater curdos em Kirkuk

A Turquia informou nesta segunda-feira que estava pronta para ajudar o governo iraquiano a expulsar os combatentes curdos da cidade de Kirkuk, informou AFP.
Sputnik

Ancara teme que a eventual independência do Curdistão iraquiano pode desencadear movimentos semelhantes entre a população curda na Turquia e saudou a operação das forças iraquianas para expulsar as forças do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de Kirkuk.


"Estamos prontos para qualquer forma de cooperação com o governo iraquiano de modo a acabar com a presença do PKK no território do Iraque", disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

O Conselho de Segurança Nacional do Iraque afirmou neste domingo que considerará a presença de militares curdos em Kirkuk como um "declaração de guerra".

Na segunda-feira, as forças iraquianas tomaram amplos territórios nos arredores da cidade, bem como uma base militar, um aeroporto e um campo petrolífero.

Em 2014, as tropas peshmerga curdas …

Rússia faz reforma militar e cria Forças Aeroespaciais

Novo tipo de tropas começou seu serviço no primeiro dia do mês.


Sputnik

Nesta segunda-feira (3), o ministro da Defesa da Federação da Rússia, Sergei Shoigu, disse que a Rússia tem um novo ramo das Forças Armadas desde 1 de agosto. No sábado da semana passada, as Tropas Aeroespaciais entraram em serviço, comandadas pelo coronel-general Viktor Bondarev, ex-comandante-em-chefe da Força Aérea.


Sergei Shoigu, ministro da Defesa da Rússia
Serguei Shoigu, Ministro da Defesa da Rússia © Sputnik/ Russian Defense Ministry

As Tropas Aeroespaciais foram criadas após a unificação das Forças de Defesa Aeroespacial e da Força Aérea, ramos já existentes nas FA russas.

“A criação das Tropas Aeroespaciais, através da fusão da Força Aérea e das Forças de Defesa Aeroespacial é a via ideal de melhorar o sistema da defesa aeroespacial nacional”, disse o ministro Sergei Shoigu em uma teleconferência nesta segunda.

De acordo com Shoigu, a fusão de várias forças em uma só dará ao exército russo a possibilidade de concentrar toda a responsabilidade pela formação e elaboração da política técnico-militar em uma entidade centralizada. Isso irá também aumentar a eficiência da sua implementação e assegurar o desenvolvimento ativo do sistema de defesa aeroespacial do país.



Postar um comentário