Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Venezuela comprará tecnologia russa para tropas de engenharia

Delegação do país acompanhou prova dos Jogos Internacionais do Exército para observar recursos em uso. Segundo militar venezuelano, equipamento russo é “o melhor e mais confiável do mundo”.


RIA NÓVOSTI

Ao longo dos próximos seis meses, a Venezuela comprará tecnologia russa para as suas tropas de engenharia, anunciou o major-general Acosta Prieto, das Forças Armadas venezuelanas.


Prova acompanhada por delegação venezuelana aconteceu durante os Jogos Internacionais do Exército Foto:Aleksandr Volojanin/RIA Nóvosti

“Viemos para a Rússia observar a tecnologia para tropas de engenharia que iremos adquirir nos próximos seis meses”, disse o major-general durante a competição de tropas de engenharia “Rota Segura”, que aconteceu na região de Nijni Novgorod, no último dia 12.

A competição fazia parte dos Jogos Internacionais do Exército, que reuniram 17 países, sobretudo ex-repúblicas soviéticas, e foram encerrados no sábado passado (15).

Em processo de modernização, o Exército venezuelano selecionou o equipamento russo, segundo o militar, por ser “o melhor e mais confiável do mundo”.

“Esperamos que, assim que a tecnologia seja obtida, a Venezuela consiga trazer a sua equipe para participar dos jogos militares internacionais”, acrescentou.

Prieto reforçou a proximidade entre Venezuela e Rússia, sobretudo na esfera militar. “Nós já compramos muito armamento russo, e gostamos de vir a esses eventos que fortalecem ainda mais a nossa cooperação”, disse.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas