Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Vítimas dos conflitos na Síria chegam a 240 mil

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) divulgou novos números da guerra civil naquele país árabe. A ONG com sede em Londres afirmou que os conflitos na Síria já fizeram 240 mil vítimas, sendo 71,8 mil civis, incluindo 12 mil menores de idade.


Sputnik

O relatório do OSDH revelou que pouco mais de um terço deste total é formado por representantes das forças do governo sírio, que teriam perdido 88,6 mil membros. As baixas entre os grupos rebeldes chegam a 42,3 mil e entre os milicianos estrangeiros alcançam 34,4 mil. Há ainda outras três mil vítimas fatais cuja origem é desconhecida.


Explosão em Aleppo.
© AFP 2015/ George Ourfalian

Os desaparecidos são 30 mil, segundo o documento da ONG. Deste total, acredita-se que 20 mil pessoas possam estar encarcerados sejam pelas forças leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad, ou pelos grupos rebeldes, incluindo jihadistas do Estado Islâmico.

Na terça-feira (11), o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, receberá em Moscou o chanceler da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir, para discutir o problema sírio. Eles também conversarão sobre o combate ao Estado Islâmico. A Rússia tem trabalhado intensamente por uma solução pacífica para a Síria.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas