Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vários mortos no confronto entres as forças de Maduro e rebeldes armados

Desfecho sangrento aconteceu durante a operação de captura de Óscar Pérez, que está entre os mortos.O piloto sobrevoou prédios do governo com um helicóptero roubado da polícia em junho do ano passado
Maolis Castro e Florantonia Singer | El País

Vários integrantes do grupo liderado pelo ex-policial Óscar Pérez morreram em um confronto com um coletivo – civis armados chavistas – e um comando da Força de Ações Especiais da Polícia Nacional, em que também morreram dois agentes e um militante chavista. Outros cinco membros do grupo foram presos em uma casa na região de El Junquito, no oeste de Caracas. 

O Governo venezuelano confirmou no início desta tarde que o próprio Pérez está entre os mortos. Seu nome se tornou conhecido em junho, quando roubou um helicóptero da polícia e sobrevoou a sede do Supremo Tribunal de Justiça e do Ministério do Interior. Nunca, em 18 anos de chavismo, ocorreu algo parecido na Venezuela.


O ex-inspetor do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalística…

Vítimas dos conflitos na Síria chegam a 240 mil

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) divulgou novos números da guerra civil naquele país árabe. A ONG com sede em Londres afirmou que os conflitos na Síria já fizeram 240 mil vítimas, sendo 71,8 mil civis, incluindo 12 mil menores de idade.


Sputnik

O relatório do OSDH revelou que pouco mais de um terço deste total é formado por representantes das forças do governo sírio, que teriam perdido 88,6 mil membros. As baixas entre os grupos rebeldes chegam a 42,3 mil e entre os milicianos estrangeiros alcançam 34,4 mil. Há ainda outras três mil vítimas fatais cuja origem é desconhecida.


Explosão em Aleppo.
© AFP 2015/ George Ourfalian

Os desaparecidos são 30 mil, segundo o documento da ONG. Deste total, acredita-se que 20 mil pessoas possam estar encarcerados sejam pelas forças leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad, ou pelos grupos rebeldes, incluindo jihadistas do Estado Islâmico.

Na terça-feira (11), o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, receberá em Moscou o chanceler da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir, para discutir o problema sírio. Eles também conversarão sobre o combate ao Estado Islâmico. A Rússia tem trabalhado intensamente por uma solução pacífica para a Síria.


Postar um comentário