Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Avião-espião da OTAN visto no céu sobre a Sibéria

Durante os últimos dias um avião de vigilância americano efetuou voos no espaço aéreo russo fazendo fotos das instalações e equipamento militar russo, diz a mídia da Rússia nesta segunda-feira (7).


Sputnik

Um Lockheed C-130H Hercules com especialistas americanos, franceses e agora ucranianos a bordo, fez uma série de voos de observação sobre a Sibéria ocidental entre 31 de agosto e 4 de setembro, escreveu o jornal Sovetskyaya Sibir citando um fotógrafo aéreo de Novosibirsk, Nikolai Yenin. 


Avião de transporte da FA americana C-130 Hercules
© flickr.com/ Kris Hunt

“Este avião fazia círculos sobre as nossas cidades numa base absolutamente legal… Tivemos a mesma coisa acontecendo aqui em 2013 mas naquela altura não tinha ucranianos a bordo do avião de observação da OTAN. É a primeira vez que vemos ucranianos nos vigiando junto com americanos e franceses”, disse Yenin.

Em 3 de setembro o avião da OTAN foi visto voando sobre a cidade de Novosibirsk e, no dia seguinte, foi visto sobre Krasnoyarsk, Yeniseisk, Abakan e Kemerovo.

Em 4 de setembro o Hercules partiu do aeroporto de Novosibirsk Tolmachevo em direção a Moscou.

Desde 2002 a Rússia, os EUA e outros assinantes do Tratado de Céus Abertos permitiram um número limitado de voos de observação sobre o seu território.

Os acordos internacionais estabelecem o número de voos, tipo de equipamento de vigilância a bordo e os aeroportos que podem ser usados.

Este ano os EUA começaram voos sobre a Sibéria a partir da base aérea de Yokota, no Japão.

O Lockheed C-130 Hercules é um avião militar de transporte que é frequentemente usado para voos de vigilância.

Em 1958 um avião deste tipo foi abatido por caças interceptores soviéticos durante uma missão de espionagem sobre a Armênia, que naquela altura fazia parte da União Soviética.



Postar um comentário