Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares norte-americanos acreditam que EUA entrarão em guerra

Quase metade do Exército dos EUA está confiante de que durante o ano de 2019 seu país estará envolvido em um grave conflito armado, de acordo com o Military Times.
Sputnik

Segundo uma pesquisa recente, 46% dos participantes não duvidam que o confronto militar ocorrerá no próximo ano.


A título de comparação, em 2017, apenas 5% dos militares dos EUA esperavam um conflito armado, enquanto 50% descartaram um cenário de guerra e 4% não responderam.

Quanto aos inimigos mais prováveis, os soldados dos EUA mencionaram principalmente a Rússia e a China. Respectivamente, 72% e 69% dos entrevistados escolheram esses dois países.

Além disso, cerca de 57% estão preocupados com a presença de extremistas islâmicos nos Estados Unidos. Em particular, 48% destacaram uma possível ameaça por parte dos grupos terroristas Daesh e Al Qaeda (proibidos na Rússia e em outros países).

Ex-premiê ucraniano: nova doutrina militar realiza sonho de Hitler

Ex-premiê ucraniano chamou de loucura a ideia de confrontação entre a Ucrânia e Rússia, comentando a nova doutrina militar ucraniana, que considera a Rússia como seu principal adversário.


Sputnik

Na sua página em Facebook o ex-primeiro ministro Nikolai Azarov expressou a sua indignação pela nova doutrina militar da Ucrânia.


Ex-primeiro-ministro da Ucrânia, Nikolai Azarov
Nikolai Azarov © REUTERS/ Maxim Zmeyev

“Se realizou o sonho de Hitler e outros inimigos: açular os povos um contra o outro. Embora a doutrina seja absurda, irreal e desorganizada, o regime de Kiev continuará desenvolvendo o tema da preparação para a guerra contra a Rússia.”
O político opina que se a Ucrânia desencadear a guerra contra a Rússia, fará sofrer ambos os povos.

“Se este regime de criminosos apoiados pelos patronos ocidentais iniciar a guerra – acaso será possível vencê-la? Quantas vítimas, sofrimentos trará aos nossos povos! E tudo isso só para continuar a agonia deste regime que rouba o nosso povo”, notou Azarov.

O ex-premiê chamou tal ideia de loucura:

“Um país com um orçamento miserável, uma economia em declínio, grandes dívidas, planeja a guerra contra a Rússia?! Isto é uma loucura (loucura é falta da inteligência). Os loucos podem chegar ao poder – isto aconteceu durante toda a história. Mas será que todo o país está contaminado com esta loucura?!” – concluiu Azarov.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas