Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Grupo de contato na Ucrânia não consegue acordo para retirada de armas inferiores a 100mm

O Grupo de Contato Trilateral que tenta encontrar uma solução para o conflito no leste da Ucrânia não conseguiu, nesta terça-feira, em Minsk, um acordo para a retirada das armas de calibre inferior a 100 milímetros da linha de separação em Donbass, informou uma fonte a par das negociações.


Sputnik

A fonte disse ainda que o representante da Ucrânia no Grupo, o ex-presidente Leonid Kuchma, já está prestes a deixar a capital bielorrussa.


Posto de checagem da autoproclamada República Popular de Donetsk
Posto de checagem em Donetsk © AP Photo/ Darko Vojinovic

No encontro anterior, realizado no dia 26 de agosto, também não foi possível chegar a um documento final, apesar de dois dias de conversas e negociações.

Tanto as partes envolvidas no conflito quanto os observadores da OSCE constatam o respeito à trégua a partir do dia 1º de setembro, ainda que todos dias cheguem notícias de violações esporádicas do cessar-fogo.



Postar um comentário