Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Japão acredita que avião russo violou espaço aéreo do país

O Ministério da Defesa do Japão comunicou que "provavelmente" um avião russo entrou nesta terça-feira no espaço aéreo do país na região da ilha de Hokkaido.


Sputnik

"Provavelmente, um avião russo foi avistado perto da península de Nemuro perto das 14h locais", informou o departamento militar japonês em sua página na internet.


Tupolev Tu-95 Bear

A aeronave se deslocou do norte ao sul entre a península de Nemuro e a ilha de Kunashir (Curilas do Sul) e depois retornou e continuou seu voo na direção oposta, afirma a nota.

Segundo acredita o Ministério da Defesa, a aeronave permaneceu no espaço aéreo japonês durante cerca de 16 segundos. O departamento militar do país admite não conhecer o tipo de aeronave ou sua procedência.

Há dois anos, em agosto de 2013, o Ministério da Defesa do Japão acusou aviões russos de violar o espaço aéreo do país. Na ocasião, supostamente dois bombardeiros estratégicos russos Tu-95 sobrevoaram a região de Fukuoka, no sul do Japão. O Ministério da Defesa russo negou as acusações.


Postar um comentário