Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

Japão lança ao mar o porta-helicópteros ‘Kaga’, em homenagem a porta-aviões da Segunda Guerra

O Japão lançou o segundo navio de sua nova classe de porta-helicópteros – os maiores navios de guerra japoneses lançados desde a Segunda Guerra Mundial – numa cerimônia em Yokohama.



Poder Naval

O “Kaga” de 24.000 toneladas (DDH-184) – construído pelo estaleiro Japan Marine United – tem o mesmo nome de um porta-aviões da Marinha Imperial Japonesa da Segunda Guerra Mundial, que fez parte do ataque a Pearl Harbor e foi afundado na Batalha de Midway.


Kaga DDH-184 helicopter carrier

O navio se segue ao JS Izumo (DDH-183) que entrou em serviço na Japanese Maritime Self Defense Force (JMSDF) em março.

Os japoneses dizem que as missões primárias do navio são a guerra antissubmarino (ASW) e missões humanitárias e alívio de desastres (HADR).

Os navios “aumentam a nossa capacidade de lidar com os submarinos chineses que se tornaram mais difíceis de detectar”, disse um oficial da JMSDF ao Asahi Shimbum em março.

O navio vai embarcar sete helicópteros Mitsubishi-built SH-60k antissubmarino e sete AgustaWestland MCM-101 de contramedidas de minas, segundo a publicação do U.S. Naval Institute, Combat Fleets of the World.

Os navios poderão operar também com aeronaves “tilt-rotor” MV-22 Osprey e potencialmente poderão embarcar no futuro aeronaves Lockheed Martin F-35 Lighting II Joint Strike Fighter (JSF) da versão STO/VL – short takeoff and vertical landing.

Quando o Kaga entrar em operação, o Japão terá quatro porta-helicópteros. Além do Izumo, a JMSDF tem também porta-helicopteros da classe Hyuga de 18.300 toneladas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas