Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Japão lança ao mar o porta-helicópteros ‘Kaga’, em homenagem a porta-aviões da Segunda Guerra

Poder Naval

O Japão lançou o segundo navio de sua nova classe de porta-helicópteros – os maiores navios de guerra japoneses lançados desde a Segunda Guerra Mundial – numa cerimônia em Yokohama.


Kaga DDH-184 helicopter carrier

O “Kaga” de 24.000 toneladas (DDH-184) – construído pelo estaleiro Japan Marine United – tem o mesmo nome de um porta-aviões da Marinha Imperial Japonesa da Segunda Guerra Mundial, que fez parte do ataque a Pearl Harbor e foi afundado na Batalha de Midway.

O navio se segue ao JS Izumo (DDH-183) que entrou em serviço na Japanese Maritime Self Defense Force (JMSDF) em março.

Os japoneses dizem que as missões primárias do navio são a guerra antissubmarino (ASW) e missões humanitárias e alívio de desastres (HADR).

Os navios “aumentam a nossa capacidade de lidar com os submarinos chineses que se tornaram mais difíceis de detectar”, disse um oficial da JMSDF ao Asahi Shimbum em março.

O navio vai embarcar sete helicópteros Mitsubishi-built SH-60k antissubmarino e sete AgustaWestland MCM-101 de contramedidas de minas, segundo a publicação do U.S. Naval Institute, Combat Fleets of the World.

Os navios poderão operar também com aeronaves “tilt-rotor” MV-22 Osprey e potencialmente poderão embarcar no futuro aeronaves Lockheed Martin F-35 Lighting II Joint Strike Fighter (JSF) da versão STO/VL – short takeoff and vertical landing.

Quando o Kaga entrar em operação, o Japão terá quatro porta-helicópteros. Além do Izumo, a JMSDF tem também porta-helicopteros da classe Hyuga de 18.300 toneladas.



Postar um comentário