Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Marinha Russa atinge todos os alvos em treinamento no Mar de Barents

O chefe do serviço de imprensa da Frota do Norte, capitão Vadim Serga, informou nesta sexta-feira (18) que os exercícios da Marinha da Rússia contra ameaças aéreas no Mar de Barents foram um completo sucesso. Dois destroieres participaram do treinamento, o Almirante Ushakov e o Vice-Almirante Kulakov.


Sputnik

“Foram usados nos exercícios de combate o grupo de armas do canhão automático AK-130 do Almirante Ushakov e no AK-100 instalado no Vice-Almirante Kulakov, além do AK-630, de artilharia antiaérea, com pequeno calibre, de ambos os navios”, explicou o oficial.


Destroier russo Vice-Almirante Kulakov.
Vice-Almirante Kulakov © Foto: Serviço de Imprensa da Frota do Norte

Os exercícios envolvendo navios de guerra e submarinos começaram no noroeste da Rússia na segunda-feira (14) e também contaram com submarinos nucleares e movidos a diesel, unidades de mísseis e artilharia costeira, forças da aviação naval da Frota do Norte e assistência logística. Vadim Serga acrescentou que todos os mísseis de cruzeiro Progress (SS-N-3 Shaddock, na classificação da OTAN), usados como alvos, foram atingidos com sucesso pela artilharia naval.

Quatorze navios de guerra, submarinos e quatro 10 embarcações de apoio estão participando das manobras, enquanto a aviação naval da Frota do Norte realizará 20 missões usando quatro tipos de aeronaves. O treinamento continuará até ao fim da semana.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas