Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Morte made in Brazil: conflitos no Oriente Médio alavancam exportação de armamento do país

Uma missão árabe chegou ao Brasil interessada na compra de cargueiros KC-390 fabricados pela Embraer. A visita é resultado do esforço do Grupo Parlamentar Brasil-Arábia Saudita, criado no início deste mês, para aproximar os dois países no campo de defesa militar.
Sputnik

O KC-390 vai substituir os Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira (FAB), é o maior avião produzido na América e foi concebido como um jato militar de transporte, anunciado pela primeira vez na edição de 2007 da Latin America Aero & Defence (LAAD), no Rio de Janeiro. A produção do avião, com capacidade para 23 toneladas de carga, envolve parcerias com fornecedores de peças de Argentina, Portugal e República Tcheca. Com um custo unitário de US$ 85 milhões, o KC-390, em fase final de testes, tem recebido propostas de compra de vários países.



A compra do cargueiro, porém, é apenas um detalhe na exportação brasileira de armamentos não só para a Arábia Saudita, como também para vários países do Oriente Médio e do Norte d…

OTAN abriu unidades de comando na Lituânia e mais cinco países

Em 3 de setembro foi realizada a cerimônia de abertura oficial de unidades de comando da OTAN na Lituânia, Letônia, Estônia, Polônia, Romênia e Bulgária.


Sputnik

Na quinta-feira (3) a presidente da Lituânia Dalia Grybauskaite e o secretário-geral da OTAN Jens Stoltenberg, que está realizando uma visita a este país báltico, inauguraram a unidade de comando em Vilnius, informa o portal de notícias lituano Delfi.


As bandeiras dos países membros da OTAN perto da sede da OTAN em Bruxelas
© AP Photo/ Geert Vanden Wijngaert

Também foram realizadas cerimónias de abertura de unidades idênticas na Letônia, Estônia, Polônia, Romênia e Bulgária.

"Hoje na Lituânia e em mais cinco países da região foram abertas unidades de comando e isso significa que estamos prontos a reagir rapidamente e repelir ameaças", disse Grybauskaite.

Nas seis unidades vão trabalhar em conjunto cerca de 40 oficiais do exército. Os novos elementos do comando da OTAN foram estabelecidos para elevar a preparação para o acolhimento de tropas da OTAN de elevada prontidão e para coordenar os exercícios internacionais. As unidades de comando da OTAN foram abertas na terça-feira, mas irão ficar operacionais na altura da próxima cúpula da Aliança em Varsóvia.

"A abertura das unidades de comando é um sinal de solidariedade da OTAN. As bandeiras da OTAN são erguidas em seis países-aliados e toda a Aliança dá um passo para fortalecer a solidariedade, aumentar a força e prontidão militar", disse o secretário-geral da OTAN durante a cerimónia de abertura.

Mais cedo na Lituânia foi aberto o centro de comunicação estratégica da OTAN.

Recentemente a OTAN aumentou a sua presença militar na Europa, especialmente nos países que fazem fronteira com a Rússia. O chanceler russo, Sergei Lavrov, tem declarado que o surgimento de estruturas adicionais da OTAN perto das fronteiras russas não corresponde aos acordos entre a Rússia e a Aliança.


Postar um comentário