Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Pentágono se preocupa com projeto de drone submarino da Rússia

O Pentágono está preocupado com o desenvolvimento russo de um projeto de submarino não tripulado, capaz de transportar dezenas de megatons em ogivas, escreve The Washington Free Beacon.


Sputnik

O projeto, que teria sido apelidado pelo próprio Pentágono com o codinome Canyon, faz parte do programa de modernização das forças nucleares da Rússia, e representa um potencial perigo para bases de submarinos norte-americanos, destaca a publicação.

“Esse drone submarino será capaz de desenvolver grandes velocidade e percorrer longas distâncias” – revelou uma fonte anônima entrevistada pelo The Washington Free Beacon.

Segundo a publicação, as característica apresentadas pelo drone submarino Canyon dariam a ele a capacidade de atacar bases estratégicas de submarinos dos EUA. O projeto, no entanto, ainda estaria longe de um protótipo ou da realização de testes, destacou o interlocutor.

O especialista naval Norman Polmar, acredita que o Canyon pode estar sendo desenvolvido com base no torpedo nuclear soviético T-15, sobre o qual ele chegou a dedicar um de seus livros.


Torpedo nuclear T-15

“A marinha russa e o seu antecessor, a marinha das URSS, foram inovadoras na área de sistemas e armas subaquáticas” – comentou Polmar, destacando que o mesmo vale para os mais avançados torpedos já criados até hoje.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas